Guardas municipais investigados podem ser demitidos em Laguna

Agentes estão afastados desde outubro. O processo foi aberto após denúncias levantadas em inquéritos internos. Uma comissão foi montada e vai apurar infrações com base no estatuto da Guarda Municipal de Laguna e entre os itens listados está possível transgressão disciplinar envolvendo agressão e uso de viatura para fins não oficiais.
Foto: André Luiz/Agora Laguna

A comissão montada para apurar a conduta de dois guardas municipais concluiu os trabalhos e apresentou relatório em que pede, entre outros itens, a demissão de ambos. O documento foi entregue ao prefeito Samir Ahmad (sem partido) para que tome a decisão final sobre o assunto.

Os agentes ficaram afastados nesse período, mas já retornaram aos serviços administrativos. O processo foi aberto após denúncias levantadas em inquéritos internos. Uma comissão foi montada e apurou infrações com base no estatuto da Guarda Municipal de Laguna (veja a legislação aqui) e entre os itens listados está possível transgressão disciplinar envolvendo agressão e uso de viatura para fins não oficiais. A íntegra da portaria que gerou o PAD está disponível aqui.

Segundo apurado pelo Portal, a denúncia é acompanhada de imagens que comprovam os fatos investigados. “A Comissão Processante concluiu pela responsabilização dos agentes envolvidos com as penalidades, entre outras, de demissão”, resume a corregedora Daniela Cândido.

O estatuto da GML prevê que a “penalidade de demissão e demissão qualificada é de competência exclusiva do Chefe do Poder Executivo Municipal”. Os detalhes do relatório não foram tornados públicos até o momento. Não há prazo definido para a tomada de decisão pelo prefeito, que deve ser publicada no Diário Oficial.

Notícias relacionadas