Previous
Next

Em crise, asilo aguarda pagamento de mais de R$ 120 mil por parte da prefeitura

"Essa é a casa que mais dá despesa às irmãs", resume a assistente administrativa Marcelle Santana. Sem caixa que consiga manter por conta própria a instituição, a Associação Beneditina da Providência (Abenp) tem utilizado recursos de outras unidades para socorrer o asilo lagunense. A mantenedora entende que, nas condições atuais, não descarta encerrar as atividades do local.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
Previous
Next

O Asilo Santa Isabel, no bairro Magalhães, enfrenta uma crise financeira. O impacto só não é maior porque a entidade recebeu doações no fim do ano em ações solidárias e garantiu um estoque de alimentos não perecíveis. Desde o fim do ano passado, a instituição aguarda o pagamento de repasses da prefeitura. A dívida passa de R$ 120 mil.

“Essa é a casa que mais dá despesa às irmãs”, resume a assistente administrativa Marcelle Santana. Sem caixa que consiga manter por conta própria a instituição, a Associação Beneditina da Providência (Abenp) tem utilizado recursos de outras unidades para socorrer o asilo lagunense. A mantenedora entende que, nas condições atuais, não descarta encerrar as atividades do local.

A inconsistência nos repasses da prefeitura para a entidade começaram por volta do final do ano de 2022, às vésperas do fim da validade do ajustamento de conduta firmado em 2021 com o Ministério Público (MP). Por iniciativa própria, o asilo começou os trâmites em fevereiro de 2023 para renovar o acordo, que expiraria em março. Todavia, a burocracia atrasou e apenas em julho o documento foi firmado. Das 36 vagas, 19 são reservadas para idosos encaminhados pelo poder público.

Esse período de março a julho em que os repasses deixaram de ocorrer resultaram em um procedimento de confissão de dívida, onde o governo municipal se comprometeu a pagar cerca de R$ 80 mil, além dos R$ 22 mil mensais previstos no ajustamento. Até o momento, apenas duas parcelas foram pagas, mas que não foram suficientes para suprir a necessidade.  “Estamos em uma situação insustentável”, frisa.

A renda do asilo é formada pela contribuição dos acolhidos e repasses do poder público, e além disso são aceitas doações. Sem dinheiro para arcar com as compras, a instituição enfrenta uma dificuldade para repor estoque de carnes e também de itens básicos, como produtos de higiene pessoal, que acabam sendo consumidos depressa.

Como contribuir

A entidade vem aceitando doações de carnes, fraldas descartáveis e contribuições financeiras através da chave Pix, de transferência instantânea. Para doar presencialmente, o asilo fica localizado na rua Oscar Guimarães Pinho, 351, Magalhães. A chave para transferência é o e-mail ilpsantaisabel@gmail.com. Também são disponibilizados os telefones (48) 3644-0543 ou 9 9967-0746.

Contraponto

Agora Laguna buscou posicionamento por parte da prefeitura sobre o assunto e aguarda retorno com o contraponto. Segundo o asilo, existe uma promessa de pagamento a partir de fevereiro, considerando a arrecadação com o IPTU. O espaço permanece aberto.

Previous
Next
Previous
Next