Mais jornais de Laguna entrarão para arquivo virtual de SC

Acordos permitirão que ‘O Albor’, ‘Semanário de Notícias’, ‘Jornal de Laguna’ sejam digitalizados e edições antigas sejam disponibilizadas ao alcance de um clique.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

Mais duas coleções de edições jornalísticas de títulos lagunenses serão digitalizadas e inseridas no banco de dados da Hemeroteca Digital Catarinense. O projeto é capitaneado pela Biblioteca Pública de Santa Catarina (BPSC) e tem a intenção de permitir ao internauta o acesso a jornais que não circulam mais ou às edições antigas de publicações ainda existentes. É o caso de O Albor, extinto em 1965, e do Jornal de Laguna, editado desde 1995.

O acordo para cessão d’O Albor permitirá que a BPSC utilize os arquivos digitais gerados pelo processo de digitalização que passou o Arquivo Público de Laguna nos últimos quatro anos. “Hoje é um dia memorável, estou muito feliz. É a nossa história sendo valorizada e difundida”, resume a presidente da Fundação Lagunense de Cultura (FLC), Vanere Almeida. “Para a hemeroteca digital e para o povo catarinense é muito importante ter democraticamente e reunidos em um só local, disponível para pesquisa e consulta todos esses jornais e periódicos que formam a história de Santa Catarina”, celebra Celso Guzzi, coordenador do projeto estadual.

O Albor foi fundado em setembro de 1901 como um jornal infantil e evoluiu de formato até se consagrar como um dos mais importantes veículos de imprensa regional de Santa Catarina. Quando desapareceu deixou um acervo de 3 mil edições e um histórico de coberturas noticiosas que dão ao jornal uma importância social e cultural que ultrapassa o tempo.

O termo foi firmado nesta segunda-feira, 5, cinco dias após a passagem do Dia da Imprensa, e inclui ainda pequenas coleções, como no caso do Semanário de Notícias, extinto em 1979, e exemplares avulsos de folhas como Gazeta Lagunense, de 1991, e o cultural Fala, Bernunça, de 2000. O acervo também inclui alguns números internacionais com matérias sobre Laguna.

Outro jornal que será digitalizado é o semanário Jornal de Laguna, cuja cessão foi assinada semanas atrás e que já teve pelo menos sete de seus 28 anos digitalizados. Criado em 1995 como sucessor do Renovador, de 1979, a publicação liderada por Márcio Carneiro é editada às sextas-feiras e atualmente é o único impresso ainda em circulação. “A hemeroteca catarinense olha com carinho para os jornais de Laguna. Estão levando um pouco mais da história para preservar”, comenta.

Segundo Guzzi, apesar da alegria em incorporar o acervo à hemeroteca, ainda é preciso localizar os donos e herdeiros de pessoas ligadas aos jornais para obter as autorizações formais para não infringir leis vigentes. O processo, inclusive, já foi iniciado pela FLC.

Hemeroteca

A Hemeroteca Digital Catarinense completa dez anos de criação em 2023. O projeto da BPSC foi integrado em 2021 à base de dados da Biblioteca Nacional e ampliou seu leque de acesso com um sistema de pesquisa que facilita o acesso ao internauta, que tem à disposição quase um milhão de páginas que abrangem o período de 1831 aos dias atuais. Acesse aqui.

Notícias relacionadas