Médica que atuou no hospital de Laguna morre aos 39 anos

Formada em 2012, ela também integrou a equipe do Hospital João Paulo II, em Porto Velho (RO), onde nasceu.
Reprodução/Redes Sociais

Familiares, amigos e colegas de Talita Gurgel, 39 anos, têm usado as redes sociais para expressar seu luto pela morte da profissional. A médica, que havia deixado o Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, há três meses, morreu na noite de sexta-feira, 10, em São Paulo.

A ida para a metrópole paulista foi para participar de cursos de especialização da área da medicina intensiva, seu foco profissional. Formada em 2012, ela também integrou a equipe do Hospital João Paulo II, em Porto Velho (RO), onde nasceu.

“Minha médica competente e meu tesouro. Passo por uma dor que não desejamos a nenhum pai ou mãe”, escreveu o pai de Talita, o advogado e ex-vereador de Porto Velho, João Paulo das Virgens. “Tali, descanse em paz minha amiga querida. Obrigado por tudo que me ensinou na medicina, principalmente comprar todas as brigas necessários pelos pacientes, sem medo de direção ou governantes. Seu senso de justiça pelo paciente sempre foi respeitável”, descreveu o médico Gabriel Scalon, diretor técnico do hospital lagunense. O corpo será velado e sepultado neste final de semana na capital rondoniense.