Governo de SC diz ter depositado valores em juízo para terceirizada pagar funcionários do Sine

Na unidade de Laguna são três terceirizados e o grupo está de braços cruzados sem receber há dois meses. De acordo com o Estado, foi feito o depósito judicial dos valores e a empresa se comprometeu a repassar aos funcionários.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Uma semana após o posto do Sistema Nacional de Empregos (Sine) ter seus atendimentos reduzidos ao expediente interno, o Governo de Santa Catarina emitiu uma nota onde informa que já toma providências junto à terceirizada, a WG, responsável pelos funcionários.

Na unidade de Laguna são três terceirizados e o grupo está de braços cruzados sem receber há dois meses. De acordo com o Estado, foi feito o depósito judicial dos valores e a empresa se comprometeu a repassar aos funcionários.

“Permitindo assim que sejam abonados mais de 50% do saldo bloqueado, com isso os advogados da WG poderão entrar com uma petição solicitando a liberação dos órgãos para o pagamento da dívida e desta maneira regularizar a situação”, diz o texto.

Por enquanto, os usuários podem acessar serviços pelo aplicativo Sine Fácil ou pelo telefone (48) 3647-7775. Não há prazo para o retorno às atividades normais, com atendimento ao público externo.

Confira a nota do governo

Com relação ao Sine, o Governo do Estado e a Secretaria da Indústria, do Comércio e do Serviço, informa que providências estão sendo tomadas junto à empresa responsável pelos terceirizados na tentativa de regularizar a situação com a maior brevidade possível.

Este caso entrou como pagamento em juízo, onde a empresa se compromete a pagar a todos.

Ontem (14/03) foi realizado um depósito judicial referente as parcelas de janeiro e fevereiro do contrato da SDE com a WG.

Permitindo assim que sejam abonados mais de 50% do saldo bloqueado, com isso os advogados da WG poderão entrar com uma petição solicitando a liberação dos órgãos para o pagamento da dívida e desta maneira regularizar a situação.