Previous
Next

Ponta das Pedras quer resgatar tradição do boi-de-mamão

"Desde novinho sempre participei. Está parado há mais ou menos uns dez anos e a nossa cultura, a nossa raiz, nós não podemos deixar morrer", justifica Marco Antônio Feliciano. Com essa ideia em mente, ele tomou a frente do projeto para a retomada da brincadeira, uma tradição centenária e mantida em outras localidades, como Caputera e Ponta da Barra.
Boi-de-mamão da comunidade em foto de arquivo.
Previous
Next

Parado há cerca de dez anos, o boi-de-mamão da comunidade da Ponta das Pedras está perto de ser reavivado. Um grupo de moradores da localidade, liderado por Marco Antônio Feliciano, começou os encaminhamentos para tirar a poeira dos bichos usados na brincadeira, recuperá-los e pôr a tradição na ativa já a partir deste ano.

“Desde novinho sempre participei. Está parado há mais ou menos uns dez anos e a nossa cultura, a nossa raiz, nós não podemos deixar morrer”, justifica Feliciano. Com essa ideia em mente, ele tomou a frente do projeto para a retomada da brincadeira, uma tradição centenária e mantida em outras localidades, como Caputera e Ponta da Barra.

Nesse sentido, o grupo organizou uma reunião para o próximo dia 26, às 19h, no número 100 da rua Arno Gruner, com intenção de formalizar a constituição de uma associação cultural que faça a organização e gestão do boi-de-mamão. Embora esteja na fase inicial da retomada, existem conversas para que o boi-de-mamão da Ponta das Pedras possa se apresentar na Semana Cultural e até mesmo das apresentações do Carnaval local em 2024.

Segundo Feliciano, para quem já quis um dia brincar, nesse retorno do grupo, não há restrições. Basta apenas demonstrar interesse em participar da tradição, procurar os membros da diretoria na comunidade ou entrar em contato pelo telefone (48) 9 9682-3536 (WhatsApp).

Previous
Next

Notícias relacionadas

Previous
Next