Situação epidemiológica melhora e Laguna é classificada em amarelo

Esses patamares são determinados por meio da observação das taxas de incidência de casos de Covid-19 e de casos hospitalizados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) por Covid-19 na Semana Epidemiológica (SE) anterior.
Divulgação/SES

A situação epidemiológica de Laguna apresentou melhora na nova matriz de risco, divulgada na segunda-feira, 1º. Conforme o mapa, a cidade que há semanas vinha sendo classificada em nível vermelho, está agora no amarelo. Pescaria Brava segue no mesmo patamar avaliativo.

O mapa tem uma escala de três cores. O verde representa o nível baixo, que é o índice mais positivo; o nível médio é representado pela cor amarela; e o nível grave é simbolizado pela cor vermelha. Ao todo, são 123 cidades avaliadas na cor vermelha; 123 na cor amarela; e 49 na cor verde.

Esses patamares são determinados por meio da observação das taxas de incidência de casos de Covid-19 e de casos hospitalizados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) por Covid-19 na Semana Epidemiológica (SE) anterior.

Além disso, considera as coberturas vacinais do esquema primário (duas doses ou dose única) para a população vacinável (a partir dos 5 anos de idade), e da dose de reforço (para a população a partir de 18 anos) das vacinas contra a Covid-19; todos observados por município de residência.

A ideia é que a ferramenta auxilie a sociedade catarinense a decidir quais medidas de prevenção devem ser tomadas com base nos dados mais recentes.

Notícias relacionadas