Eleições 2022: Afrânio Boppré (PSOL) é oficializado candidato ao Senado

Boppré tem 61 anos e possui formação em Economia e doutorado em Geografia pela UFSC. Foi um dos fundadores do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos de Santa Catarina (Dieese) e ajudou a criar o Partido dos Trabalhadores (PT) em Florianópolis, por onde foi eleito vice-prefeito em 1992, na chapa lidera por Sérgio Grando, do antigo PPS (hoje, Cidadania). Foi deputado estadual de 2000 a 2006 e é vereador há três mandatos. Disputou a prefeitura de Florianópolis em 1996 e 2008, o governo estadual em 2014 e uma vaga como deputado federal em 2018. Já foi presidente nacional do PSOL, onde está filiado desde que deixou o PT em 2005.
Divulgação/PSOL-Rede

O vereador, ex-deputado estadual e ex-vice-prefeito da capital, Afrânio Boppré, foi oficializado candidato ao Senado nas eleições de outubro. A definição foi tomada em convenção partidária realizada pela federação composta pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e pela Rede Sustentabilidade, neste sábado, 30, em Florianópolis.

A Federação PSOL-Rede, assim como o PDT, fazia parte das conversas para integrar a Frente Democrática, liderada pelo PT (em federação com PV e PCdoB), PSB e outros partidos de esquerda. A indicação de Dário Berger ao Senado, pelo PSB, porém, fez com que os dois partidos desembarcassem da aliança.

A primeira suplência será ocupada por Miriam Prochnow, que em 2018 concorreu ao Senado pela Rede. A segunda vaga está em aberto.  O partido também oficializou nomes de concorrentes aos Legislativos estadual e federal. Não haverá candidatos ao governo estadual e os filiados foram liberados a apoiarem aqueles que julgarem mais preparados na disputa da vaga máxima ao Executivo.

“A decisão foi manter a candidatura ao Senado, uma alternativa de esquerda para Santa Catarina com uma missão bem definida: não vamos aceitar os ataques permanentes e cotidianos que Bolsonaro e o bolsonarismo vem fazendo com relação a fragilizar e golpear a democracia. É uma tarefa decisiva e todos devem se unir”, declarou, ao Portal, o agora candidato.

Boppré tem 61 anos e possui formação em Economia e doutorado em Geografia pela UFSC. Foi um dos fundadores do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos de Santa Catarina (Dieese) e ajudou a criar o Partido dos Trabalhadores (PT) em Florianópolis, por onde foi eleito vice-prefeito em 1992, na chapa lidera por Sérgio Grando, do antigo PPS (hoje, Cidadania). Foi deputado estadual de 2000 a 2006 e é vereador há três mandatos. Disputou a prefeitura de Florianópolis em 1996 e 2008, o governo estadual em 2014 e uma vaga como deputado federal em 2018. Já foi presidente nacional do PSOL, onde está filiado desde que deixou o PT em 2005.