Ligações de energia são cortadas em Barbacena e Celesc se posiciona

Ação envolveu quatro equipes da Celesc e teve apoio da Polícia Militar, sendo que os equipamentos removidos das conexões foram recolhidos e entregues na Polícia Civil, onde houve registro de boletim de ocorrência.
Reprodução

Uma ação ocorrida na última terça-feira, 28, no loteamento São Judas Tadeu, em Barbacena, causou revolta em moradores da localidade. Mais de 50 residências tiveram suas ligações de energia cortadas por equipes das Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), que defende ter realizado a suspensão por serem conexões clandestinas.

Os moradores alegam que tentam resolver há algum tempo a situação com a concessionária e buscam uma solução para o problema. Sem querer se identificar, uma das residentes da localidade conversou com o Portal e enviou à reportagem, documentos que comprovam quitação de débitos com a empresa. “Uma das vizinhas perdeu todas as insulinas”, relata.

Na tarde desta quinta-feira, 30, um pequeno grupo da comunidade foi à audiência pública do Plano Diretor, no Centro Administrativo Tordesilhas, pedir apoio ao Conselho de Desenvolvimento Municipal (CDM) e ao próprio poder municipal. A prefeitura foi procurada para se posicionar sobre o caso. Até a última atualização, a Redação ainda não havia recebido a resposta do município. Se houver manifestação, o conteúdo será alterado.

“As instalações fiscalizadas apresentaram problemas graves de segurança que poderiam causar acidentes. É importante ressaltar que furto de energia é crime, com pena prevista no artigo 155 do Código Penal de um a quatro anos de prisão. A fiscalização de casos de furtos de energia elétrica requer esforço permanente”, diz a Celesc, em nota enviada ao Portal. Leia íntegra abaixo.

A ação envolveu quatro equipes da Celesc e teve apoio da Polícia Militar, sendo que os equipamentos removidos das conexões foram recolhidos e entregues na Polícia Civil, onde houve registro de boletim de ocorrência.

Leia a nota da Celesc

Sobre ação realizada no loteamento São Judas Tadeu, no bairro Barbacena, em Laguna, na terça-feira (28), a Celesc informa que foram realizados 54 desligamentos referentes a ligações clandestinas (furto de energia direto da rede da companhia). As irregularidades foram constatadas durante inspeção de rotina. Participaram da ação quatro equipes da Celesc, com apoio da Polícia Militar. Os condutores recolhidos das ligações clandestinas foram entregues à Polícia Civil de Laguna. Um Boletim de Ocorrência foi registrado.

As instalações fiscalizadas apresentaram problemas graves de segurança que poderiam causar acidentes. É importante ressaltar que furto de energia é crime, com pena prevista no artigo 155 do Código Penal de um a quatro anos de prisão. A fiscalização de casos de furtos de energia elétrica requer esforço permanente.

A ajuda dos consumidores é muito importante para reverter ações como esta. As denúncias podem ser registradas e acompanhadas de forma online pelo site: https://www.celesc.com.br/denuncia-de-fraudes ou pelo call center 0800 048 0120.

Notícias relacionadas