Condutor preso por dirigir alcoolizado responderá ao processo em liberdade

Liberdade provisória foi concedida sem fixação de fiança, mas mediante algumas condições, como a proibição de frequentar bares e similares.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

 O motorista, 61 anos, preso em flagrante por dirigir alcoolizado e se envolver em um acidente que resultou na morte de uma jovem, 29 anos, foi liberado após audiência de custódia, ocorrida no começo da tarde desta quinta-feira, 23. A liberdade provisória foi concedida sem fixação de fiança, mas mediante algumas condições, como a proibição de frequentar bares e similares.

O acidente fatal foi registrado na noite de quarta-feira, 22, na rodovia Francisco Fernandes Pinho, que dá acesso à cidade. A vítima, Yasmin Souza, voltava para o serviço e pilotava uma moto quando foi atingida e arrastada por quase 160 metros. O homem foi detido por um policial civil de folga e encaminhado à delegacia de Imbituba, onde funciona o plantão noturno. Após a realização dos procedimentos padrões, ele foi enviado para o Presídio de Laguna.

A decisão judicial que o liberou determinou as seguintes condições: comparecer a todos os atos do processo; não deverá mudar de endereço sem comunicar o novo ao Judiciário; fica proibido de frequentar bares, boates e similares; fica suspensa a sua habilitação, devendo ser comunicado o fato a autoridade de trânsito. O descumprimento pode gerar uma nova prisão. A carteira de habilitação foi suspensa.

O motorista foi flagrado, minutos depois do acidente, caminhando e chegando a dizer às pessoas que presenciaram a cena, que “não teria problema” em referência à possibilidade de ser preso. O caso causou revolta nas redes sociais e grupos de motociclistas e moradores da região anunciaram a realização de um protesto hoje, às 18h, na mesma rodovia, para expressar o inconformismo com os acidentes e óbitos ocorridos no local e cobrar ações do poder público.