Homem que matou namorada em Laguna é condenado a 34 anos

Condenação foi pelo crime de extorsão com resultado morte e com a incidência das agravantes do motivo torpe, meio cruel e reincidência.
Divulgação

 9,099 visualizações,  4 views today

Um homem, 27 anos, foi condenado pela Justiça de Laguna pelo crime de extorsão e morte de Cleivânia da Silva Martins, de 40 anos, ocorrido em janeiro deste ano, na rua Arno João Jerônimo, em Barbacena. A sentença é de 34 anos, seis meses de prisão e 21 dias, em regime inicial fechado, e pode ser recorrida ao Tribunal de Justiça. O processo tramitou em sigilo.

A condenação foi pelo crime de extorsão com resultado morte e com a incidência das agravantes do motivo torpe, meio cruel e reincidência. O Ministério Público (MP) denunciou o homem com base nas apurações feitas em inquérito policial. Ele morava há pouco tempo em Laguna e contraiu dívida de R$ 1,5 mil em dívidas com tráfico de drogas, sendo que deveria fazer a quitação em sete dias. Motivo pelo qual tentou extorquir a vítima de quem era namorado.

A mulher comprava drogas do condenado e com ele também fez um dívida de R$ 400. Após saber que ela receberia uma herança, chegou a ir até uma agência bancária para fazer saque de quantia em dinheiro. Na data final do pagamento da dívida com o traficante, o homem não tinha conseguido o valor e constrangeu a vítima a lhe entregar o que havia sacado, por meio de violência, através de vários golpes pelo corpo, especialmente na cabeça e na face, além de estrangulamento com um fio, que causaram sua morte por asfixia.