Matriz mantém Amurel e mais 14 regiões no azul

Além da nossa região, estão classificadas em azul: Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Itajaí, Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Médio Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinense e Xanxerê. Somente Vale do Itapocu e Nordeste estão na cor amarela, indicador do nível alto.
Divulgação

A região da Amurel continua classificada em azul, que representa o nível moderado. O dado consta na matriz de risco divulgada neste sábado, 19, pelo governo estadual, que aponta mais 14 localidades na mesma classificação.

Além da nossa região, estão classificadas em azul: Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Itajaí, Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Médio Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinense e Xanxerê. Somente Vale do Itapocu e Nordeste estão na cor amarela, indicador do nível alto.

Em comparação com o mapa anterior, houve melhora no indicador de sete regiões que passaram do amarelo para o azul. O mapa ele é formado por dimensões:

  • gravidade, que expressa os diferentes níveis de gravidade da pandemia no atual momento em cada uma das Regiões. É composta por dois indicadores: o número de óbitos de Covid-19 acumulados nos últimos sete dias por 100 mil habitantes e a tendência de curto prazo (três semanas) para ocorrência de novos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave.
  • transmissibilidade, que busca medir o nível de disseminação da Covid-19 população, de acordo com as regiões de saúde. É composta por dois indicadores, o número de casos ativos (infectantes) por 100 mil habitantes e o número de reprodução efetivo da infecção (Rt).
  • proteção específica, que busca expressar o impacto de ações voltadas para redução da ocorrência de formas graves da Covid-19 na população em geral e em grupos mais vulneráveis, substituindo a dimensão monitoramento. Ela é composta pelos indicadores de cobertura vacinal do esquema primário de vacinação contra a Covid-19 na população geral (duas doses ou dose única) e da cobertura da dose de reforço na população com 60 anos ou mais de idade.
  • capacidade de atenção, que expressa o grau de comprometimento da rede de atenção de alta complexidade para prestar atendimento a pacientes com quadros graves de Covid-19. É composta pelo indicador de taxa de ocupação de leitos de UTI Adulto para tratamento de Covid-19 em relação ao total de leitos de UTI Adulto disponíveis no estado.

Notícias relacionadas