Escola bilíngue será feita no terreno do antigo CSU

No mesmo espaço também está prevista a construção de um centro de educação infantil. Primeira-dama Michelle Bolsonaro e ministro da Educação, Milton Ribeiro, devem vir ao município para lançar pedra fundamental.
Divulgação

O governo federal aprovou o projeto de construção da escola bilíngue de Laguna que será erguida no terreno do antigo Centro Social Urbano, no bairro Progresso. O local está vago desde janeiro de 2020, quando a edificação social foi demolida.

O projeto foi adequado à realidade de Laguna pela Secretaria de Planejamento Urbano com base nas diretrizes técnicas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Antes, a ideia era construir o prédio educacional no bairro Portinho, mas houve readequação de projetos. A escola deverá atender até 350 alunos em dois turnos e 175 em período integral. No mesmo espaço também está prevista a construção de um centro de educação infantil.

Segundo informou a prefeitura, existe a possibilidade de que a primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro, venha à Laguna para o lançamento da pedra fundamental da obra. A comitiva seria formada também pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro; secretária de Modalidade Especializada de Educação, Ilda Peliz; e a diretora de Políticas de Educação Bilíngue de Surdos, Crisiane Batti.

Notícias relacionadas