Dinheiro esquecido poderá ser sacado a partir de segunda-feira; como fazer

Balanço recente publicado pelo Banco Central (BC) aponta que cerca de 114 milhões de pessoas e 2,7 milhões de empresas acessaram o sistema de consultas criado para o resgate do dinheiro. Desse total, 25,9 milhões de pessoas físicas e 253 mil empresas descobriram que têm recursos a receber.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Começa na próxima segunda-feira, 7, o prazo para que nascidos antes de 1968 e empresas abertas antes deste ano façam agendamentos para os saques do dinheiro ‘esquecido’ em instituições financeiras.

Balanço recente publicado pelo Banco Central (BC) aponta que cerca de 114 milhões de pessoas e 2,7 milhões de empresas acessaram o sistema de consultas criado para o resgate do dinheiro. Desse total, 25,9 milhões de pessoas físicas e 253 mil empresas descobriram que têm recursos a receber.

Caso haja saldo residual em instituições financeiras, o próprio site informa data e horário de retorno para agendar a retirada. Para isso, é exigida conta nível prata ou ouro do Portal Gov.br.

Passo a passo

Passo 1: acessar o site valoresareceber.bcb.gov.br na data e no período de saque informado na primeira consulta. Quem esqueceu a data pode repetir o processo, sem esperar o dia 7 de março.

Passo 2: fazer login com a conta Gov.br (nível prata ou ouro). Se o cidadão ainda não tiver conta nesse nível, deve fazer logo o cadastro ou aumentar o nível de segurança (no caso de contas tipo bronze) no site ou no aplicativo Gov.br. O BC aconselha ao correntista não deixar para criar a conta e ajustar o nível no dia de agendar o resgate.

Passo 3: ler e aceitar o termo de responsabilidade

Passo 4: verificar o valor a receber, a instituição que deve devolver o valor e a origem (tipo) do valor a receber. O sistema poderá fornecer informações adicionais, se for o caso. A primeira etapa da consulta só informava a existência de valores a receber, sem dar detalhes.

Passo 5: Clicar na opção indicada pelo sistema:

  • “Solicitar por aqui”: para devolução do valor via Pix em até 12 dias úteis. O usuário deverá escolher uma das chaves Pix e informar os dados pessoais e guardar o número de protocolo, caso precise entrar em contato com a instituição.
  • “Solicitar via instituição”: a instituição financeira não oferece a devolução por Pix. O usuário deverá entrar em contato pelo telefone ou e-mail informado para combinar com a instituição a forma de retirada. Na tela de informações dos valores a receber, o cidadão deve consultar os canais de atendimento da instituição clicando no nome dela.

Notícias relacionadas