Vítima de queda de apartamento era considerada foragida pela Justiça por aplicar golpes

Morte é investigada pela Polícia Civil de Laguna. Nesta tarde, equipes foram ao local para periciar o apartamento.
Divulgação

A mulher morta após cair do quarto andar de um apartamento foi identificada como Kelly Samara Carvalho dos Santos, 33 anos. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu assim que deu entrada no Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, de Laguna. A morte ocorreu por volta das 4h. A informação foi obtida pelo Portal com fontes ligadas ao setor de segurança pública.

A morte é investigada pela Polícia Civil de Laguna. Nesta tarde, equipes foram ao local para periciar o apartamento.

Kelly era considerada foragida da Justiça de Mato Grosso do Sul desde 2012, quando fugiu de uma prisão em Dourados, onde cumpria o regime semiaberto de reclusão. Ela é acusada de ser estelionatária, com base em vários registros de golpes aplicados na região entre São Paulo e Rio de Janeiro e ficou conhecida como Bonequinha de Luxo.

Entre os alvos da golpista estavam hotéis, lojas de marca e locadoras de carros. Para despistar, chegou a usar o sobrenome Tranchesi durante algum tempo, além de outras variantes como Lambertini, Caramazzoff e até Daniela Garcete. Os nomes também eram trocados, e opções como Soeli e Cláudia, foram utilizados pela golpista, conforme reportagem do Domingo espetacular, da RecordTV, em 2014. A trama arquitetada pela falsa socialite chegou a repercutir em Portugal. Em reportagem publicada no Correio da Manhã, ela foi chamada de “bonita e convincente”.

Foi presa pela primeira vez aos 19 anos na condução de um carro importado alugado e começou a virar notícia ao tentar roubar uma gravura de autoria do espanhol Joan Miró. “Fui absolvida (do roubo do quadro). Não tinha nem força para erguer a moldura”, contou em entrevista à Folha de S. Paulo, em 2011. Ainda segundo o jornal, a vida de golpista teria começado cedo aos 13 anos, sendo que aos 17 se passava por veterinária e enganava criadores de gado no Mato Grosso do Sul, seu estado natal. Outras capturas ocorreram em São Paulo e Rio de Janeiro.