Morre Amadeu Paulino, líder comunitário de Barbacena que batalhou pelo acesso Norte

Amadeu Paulino Pereira deixa sete filhos e uma geração de netos e bisnetos. O velório ocorre até 18h na Igreja São Judas Tadeu, em Barbacena. O sepultamento será logo depois, no cemitério de Perrixil.
Divulgação

“Moro aqui faz uns cinquenta e pouco anos”. A memória podia trair as vezes, mas a fala simples e o jeito batalhador eram característicos de Amadeu Paulino Pereira. Líder comunitário de Barbacena, ele faleceu aos 84 anos, nesta segunda-feira, 28.

Pereira ficou muito conhecido graças à campanha para a pavimentação do acesso Norte a partir das estradas que cortam a Barbacena. Emocionado, ele participou e foi lembrado na ocasião da assinatura da ordem de serviço para a obra, inaugurada em 2020. “Fiz o que pude”, dizia, ao relembrar da batalha para conquistar o asfalto tão sonhado. Foi ativo na política, sendo filiado ao Progressistas.

Era membro religioso e tinha participação ativa na comunidade, onde chegou a presidir a associação de moradores. “Era bastante família, uma pessoa maravilhosa com todos. Sempre ajudando todos, e dando seu melhor sempre. Ele deixou um legado e tanto pra gente. Com certeza vai ser lembrado por todos que a conheciam ele”, descreve a bisneta Bruna Martins, 19. No ano de 2014, foi agraciado com o título de Cidadão Lagunense pela Câmara de Vereadores.

Amadeu Paulino Pereira deixa sete filhos e uma geração de netos e bisnetos. O velório ocorre até 18h na Igreja São Judas Tadeu, em Barbacena. O sepultamento será logo depois, no cemitério de Perrixil.

Notícias relacionadas