CCR reforça não haver previsão para radares operarem na BR-101

Ao todo, são 42 radares ao longo da rodovia federal, sob gestão privada desde agosto de 2020. Os equipamentos já foram analisados e aprovados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).
Reprodução/Google Street View

Em resposta às informações veiculadas em grupos de aplicativos de mensagem indicando que os radares e câmeras de monitoramento da BR-101 entrariam em funcionamento nesta semana, a CCR ViaCosteira emitiu uma nota para desmentir o boato.

A concessionária do trecho entre Paulo Lopes e São João do Sul afirma, no texto, que a informação se desencontrou e que os equipamentos que entraram em operação são os da CCR ViaSul, empresa do mesmo grupo que administra rodovias federais no Rio Grande do Sul.

“Em Santa Catarina, os equipamentos controladores de velocidade (radares) já [estão] todos implantados, também são uma obrigação contratual da concessão federal da BR-101, sob concessão da CCR ViaCosteira, e a entrada em operação ainda não tem data definida. Também serão operados pela PRF e quando definida data, será divulgado”, informa a CCR.

Ao todo, são 42 radares ao longo da rodovia federal, sob gestão privada desde agosto de 2020. Os equipamentos já foram analisados e aprovados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Leia a nota

As Câmeras instaladas nas rodovias federais do Rio Grande do Sul, sob concessão da CCR ViaSul, são obrigações contratuais, e elas entraram em funcionamento no dia 15 de fevereiro último para monitoramento e principalmente para agilizar os atendimentos ao usuários que precisam de algum tipo apoio, auxílio ou socorro médico ou mecânico nas rodovias, e por enquanto , são só para uso da ViaSul. Mas as Polícias podem requerer imagens sempre que precisarem. E Futuramente as imagens poderão ser compartilhadas com PRF.

Sobre os radares que começaram a ser implantados nas rodovias federais do Rio Grande do Sul, sob concessão da CCR ViaSul: os equipamentos (que também são contratuais ) estão sendo implantados ainda , e não estão em operação. Quando começarem a operar , será pela Polícia Rodoviária Federal , e será divulgado antes .

Em Santa Catarina, os equipamentos controladores de velocidade (radares) já todos implantados , também são uma obrigação contratual da concessão federal da BR-101, sob concessão da CCR ViaCosteira, e a entrada em operação ainda não tem data definida. Também serão operados pela PRF e quando definida data, será divulgado.

Notícias relacionadas