Realização do pré-carnaval em 2022 é descartada pela prefeitura

A Liga Independente das Escolas de Samba de Laguna (Liesla), entidade que agrupa as cinco agremiações (Brinca Quem Pode, Democratas, Xavante, Vila Isabel e Mocidade Independente), será comunicada ao longo da tarde da decisão. Segundo o presidente Edson Roberto, o posicionamento oficial da associação será divulgado após uma reunião com os dirigentes das cinco filiadas, prevista para esta semana.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 2,172 visualizações,  20 views today

Uma reunião na manhã desta segunda-feira, 10, entre várias secretarias municipais, optou pelo cancelamento do pré-carnaval das escolas de samba em 2022. A decisão será comunicada ao longo do dia, de forma oficial, à Liga Independente das Escolas de Samba de Laguna (Liesla).

“A decisão foi de que todos os eventos que tenham recursos públicos iremos manter cancelados”, relatou a presidente da Fundação Lagunense de Cultura (FLC), Vanere Almeida, em entrevista à Rádio Difusora, no começo desta tarde. A última edição do pré ocorreu em 2020, antes da pandemia do novo coronavírus.

Havia uma possibilidade em estudo de se fazer o pré-carnaval no Mar Grosso, com uma apresentação fechada das escolas de samba em um percurso curto entre a rótula do porto de Laguna, no bairro Magalhães, até o início da avenida João Pinho, já na altura do supermercado Tieli (apenas referência). O trajeto seria cercado e haveria controle de público. “Não poderemos apoiar com recurso público. Se fosse só o apoio estrutural, acredito que poderíamos [fornecer]”, explicou.

A Liga Independente das Escolas de Samba de Laguna (Liesla), entidade que agrupa as cinco agremiações (Brinca Quem Pode, Democratas, Xavante, Vila Isabel e Mocidade Independente), será comunicada ao longo da tarde da decisão. Segundo o presidente Edson Roberto, o posicionamento oficial da associação será divulgado após uma reunião com os dirigentes das cinco filiadas, prevista para esta semana.

Com o avanço da variante Ômicron do novo coronavírus por Santa Catarina, o Estado restringiu algumas regras. Baseada nelas, Laguna liberou apenas a realização de eventos carnavalescos fechados. Isto é, apenas aqueles que se adequem ao protocolo de Evento Seguro com controle de público e exigência de comprovação vacinal é que poderão acontecer na cidade. “Será reforçada a fiscalização dos protocolos e planos de contingência”, informou Vanere.

OUÇA: Entrevista de Vanere Almeida à Rádio Difusora