Taxista encontrada morta em Laguna faria aniversário hoje

Identidade foi confirmada como Zélia Regina. Ela faria 67 anos e chegou a trabalhar como educadora na escola estadual Ana Gondin.
Divulgação

A mulher encontrada morta a tiros na manhã desta sexta-feira, 21, foi identificada como Zélia Regina Souza. Ela faria 67 anos hoje.

Por alguns anos, ela foi educadora e fez parte da equipe educacional da escola Ana Gondin, do bairro Magalhães.

Zélia atualmente era taxista e atuava na cidade de Laguna. Ficou conhecida por fazer o que se chama informalmente de “corrida ponto de ônibus”, com preço fixo nivelado à passagem do transporte coletivo.

A Polícia Civil investiga as circunstâncias da morte. O corpo foi localizado, com marcas de tiro, às margens da estrada geral da praia do Gi, um local sem muita movimentação.

Nenhum detalhe foi divulgado pela polícia para não atrapalhar o trabalho investigativo.