Máscara em ambiente aberto volta a ser recomendada

Segundo o órgão, a rápida contaminação pela variante, o alto número de infectados em fase de transmissão do vírus, a elevada demanda de pacientes nos serviços de saúde e o aumento de circulação de pessoas por causa do verão e das férias são motivos para justificar a recomendação.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

 3,004 visualizações,  4 views today

Um ofício encaminhado, na última sexta-feira, 21, pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive), orienta o uso de máscaras inclusive em ambientes abertos para evitar a transmissão da variante Ômicron, do novo coronavírus.

A recomendação foi expedida em meio à uma alta do número de casos confirmados da Covid-19. Segundo o órgão, a rápida contaminação pela variante, o alto número de infectados em fase de transmissão do vírus, a elevada demanda de pacientes nos serviços de saúde e o aumento de circulação de pessoas por causa do verão e das férias são motivos para justificar a recomendação.

O uso de máscaras ao ar livre, desde que sem aglomeração, havia sido tornado facultativo em novembro. Em nota, o governo estadual disse que a recomendação da Dive, porém, “não altera legislações que estejam vigentes”. Santa Catarina possui um total de 1.365.317 contaminados, sendo que 1.277.020 se recuperaram e 67.925 estão em acompanhamento. A Covid-19 causou 20.372 óbitos. A taxa de letalidade está em 1,49%.