Marinha vai investigar naufrágio de lancha

Buscas por desaparecido foram encerradas no começo desta noite e serão retomadas no amanhecer de sábado, 15.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

O naufrágio de uma lancha que causou a morte de duas pessoas, entre elas, o vereador Ricardo Barbosa (PSDB), de Caçador, será investigado por meio de um inquérito administrativo que será instaurado pela Capitania dos Portos em Laguna.

A entidade militar é a responsável por orientar, instruir e fiscalizar o tráfego aquaviário na região de Laguna. O acidente desta sexta-feira, 14, ocorreu na entrada do canal de navegação da barra. A lancha era ocupada por sete pessoas e veio à pique por volta das 15h. Quatro foram socorridas com vítima. Barbosa e mais um amigo, Deyvid Fernandes, 29 anos, estavam com alto grau de afogamento e inconscientes. Os socorristas do Corpo de Bombeiros fizeram manobras de reanimação, mas os dois não resistiram.

O filho do vereador, Michel Barbosa, 25, está desaparecido. Bombeiros e Marinha fizeram buscas por ele ao longo da tarde, mas interromperam devido à ausência de visibilidade à noite. Os trabalhos vão recomeçar na manhã de sábado, 15.

“Um inquérito administrativo será instaurado para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente”, informa a nota divulgada pela Capitania. As apurações devem durar ao menos 90 dias, conforme os padrões da corporação militar. As causas do acidente ainda não foram confirmadas de forma oficial.

O acidente ocorreu a alguns metros do mesmo local em que um adolescente, 14 anos, perdeu a vida após se afogar. Essa é a segunda tragédia que acontece na área, sem proteção de guarda-vidas, em cerca de duas semanas.

Leia a íntegra da nota da Marinha

A Marinha do Brasil, por meio da Delegacia da Capitania dos Portos em Laguna (DelLaguna), informa que tomou conhecimento, na tarde de hoje, 14 de janeiro, do emborcamento e posterior naufrágio de uma lancha, nas proximidades do canal de acesso da barra de Laguna.

No momento do acidente, havia sete pessoas na embarcação, sendo que quatro foram resgatadas conscientes pelo Grupamento do Corpo de Bombeiros, duas foram resgatadas inconscientes e foram a óbito durante a prestação de socorros. Há, ainda, uma pessoa desaparecida.

A equipe da Operação de Busca e Salvamento (SAR) da DelLaguna realizou buscas ao tripulante desaparecido em conjunto com o Grupamento do Corpo de Bombeiros da cidade. Em virtude das condições de navegação, as buscas foram interrompidas e serão retomadas na manhã do dia 15 de janeiro.

Um inquérito administrativo será instaurado para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente.

Prefeitura de Caçador declara luto

O prefeito em exercício de Caçador, Alencar Mendes (DEM), assinou um decreto determinando luto oficial de três dias no município, em virtude do falecimento do vereador tucano.

“Empresário, liderança política e comunitária destacável, cidadão comprometido com as demandas de Caçador, Ricardo era o 1º secretário da Mesa Diretora e estava em seu primeiro mandato como vereador eleito pelo PSDB, tendo assumido ainda na legislatura passada por quase dois anos na vaga do vereador licenciado, Amarildo Tessaro”, escreveu o chefe interino do Executivo. A Câmara também expressou pesar pela morte de Barbosa.

Governador lamenta

Pelo Twitter, o governador Carlos Moisés (sem partido) lamentou as perdas. “Coração apertado com a notícia do acidente envolvendo uma lancha hoje à tarde em Laguna. Que Deus dê forças aos familiares e amigos para lidar com a dor desse momento difícil”, escreveu.

Moisés, que testou positivo para Covid-19 mais cedo, iria estar em Laguna, nesta sexta-feira, 14, onde participaria de do evento de inauguração da Arena Verão e assinaturas de convênio. O ato oficial foi cancelado pela prefeitura e governo do Estado, em respeito às vítimas.

Notícias relacionadas