Desassoreamento do rio Parobé tem autorização ambiental emitida

Obra é um desejo antigo da comunidade.
Foto: André Luiz/Agora Laguna

O processo de desassoreamento mecanizado no rio Parobé recebeu, na última segunda-feira, 10, a autorização ambiental por parte da Fundação Lagunense do Meio Ambiente (Flama). A informação foi divulgada apenas nesta quarta-feira, 12.

A solicitação tinha sido feita pela Secretaria de Pesca e Agricultura (Sepagri). Segundo a gestora da pasta, Patrícia Paulino, já foi solicitado o empenho para uso do serviço de escavadeiras licitado pelo município. A partir da obtenção da autorização interna, o serviço poderá ser iniciado.

De acordo com a Flama, será necessário ter cautela na execução dos cortes a fim de evitar, com ampla margem de segurança, qualquer tipo de desestabilização dos depósitos sedimentares componentes do fundo do leito do curso d’água, bem como de suas margens. Assim como deve se respeitar, durante a atividade de escavação, o limite mínimo de 10 metros em relação à posição das bases da ponte que ocorre no local, evitando alterações na estabilidade da mesma em função da atividade, garantindo a segurança do entorno.