Com elevação de casos, Amurel volta a ficar no nível amarelo

O governo também diz, em nota, que "além da presença da variante Ômicron, o cenário epidemiológico apontado nessa semana pode ser considerado como resultado das aglomerações ocorridas durante o período de Natal e Réveillon". Antes das festas, a Secretaria de Estado da Saúde fez alertas às prefeituras sobre a importância da manutenção das medidas de prevenção, como uso de máscaras, distanciamento físico, evitar aglomerações e buscar ambientes ventilados.
Divulgação/SES-SC

 2,328 visualizações,  4 views today

A região da Amurel e mais 14 localidades voltaram a ficar no risco alto (cor amarela). São duas no risco moderado (cor azul). Os dados foram divulgados neste sábado, 15, pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Em relação à semana anterior, Vale do Itapocu e Alto Uruguai Catarinense se mantiveram no nível moderado e as regiões Grande Florianópolis e Carbonífera se mantiveram no nível alto. Houve piora no panorama das regiões do Alto Vale do Itajaí, Alto Vale do Rio do Peixe, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio Oeste, Nordeste, Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinense e Xanxerê, que estavam classificadas como moderado e voltaram ao alto.

Segundo o Estado, a piora é atrelada ao aumento no número de casos confirmados de Covid das duas últimas semanas, que tiveram reflexo principalmente na dimensão transmissibilidade, que monitora o número de casos ativos que foram notificados no período e a velocidade de transmissão. Os dados estaduais mostram que houve um aumento de 208% nos casos ativos registrados na sexta, 14, se comparado com a semana anterior.

O governo também diz, em nota, que “além da presença da variante Ômicron, o cenário epidemiológico apontado nessa semana pode ser considerado como resultado das aglomerações ocorridas durante o período de Natal e Réveillon”. Antes das festas, a Secretaria de Estado da Saúde fez alertas às prefeituras sobre a importância da manutenção das medidas de prevenção, como uso de máscaras, distanciamento físico, evitar aglomerações e buscar ambientes ventilados.