Bombeiros recomeçam buscas por filho de vereador

O acidente de sexta-feira, 14, ocorreu na entrada do canal de navegação da barra. A lancha era ocupada por sete pessoas, todas de Caçador, e veio à pique por volta das 15h. Quatro foram socorridas com vida. Ricardo Barbosa, 46, vereador, e mais um amigo, Deyvid Fernandes, 29 anos, estavam com alto grau de afogamento e inconscientes. Os socorristas do Corpo de Bombeiros fizeram manobras de reanimação, mas os dois não resistiram.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 11,928 visualizações,  8 views today

O Corpo de Bombeiros reiniciou, às 7h, deste sábado, 15, as buscas pelo jovem Michel Barbosa, 25 anos, desaparecido desde o naufrágio com uma lancha ocorrido no dia anterior, na entrada do Canal da Barra, em Laguna.

Segundo o tenente Henrique Schuelter Nunes, comandante dos bombeiros de Laguna, serão empregadas nas buscas as embarcações Resgate-03 e Olhete, que é um bote inflável. A moto aquática está pronta para ser acionada, se houver necessidade.

A Capitania dos Portos irá ceder uma guarnição para auxiliar nas buscas e a Polícia Militar enviará, a partir das 9h, o helicóptero Águia para reforçar a equipe de busca, sendo que será feito um esquema de revezamento com a equipe aérea da Polícia Civil.

“A maré estava com vazante forte ontem e hoje vamos analisar, em um primeiro momento, a troca da dinâmica da maré. Ontem era uma ondulação de sul fraca e hoje trocaria para leste, o que influencia na área de buscas. Mas essa condição ainda será verificada in loco“, explica o tenente.

Acidente

O acidente de sexta-feira, 14, ocorreu na entrada do canal de navegação da barra. A lancha era ocupada por sete pessoas, todas de Caçador, e veio à pique por volta das 15h. Quatro foram socorridas com vida. Ricardo Barbosa, 46, vereador, e mais um amigo, Deyvid Fernandes, 29 anos, estavam com alto grau de afogamento e inconscientes. Os socorristas do Corpo de Bombeiros fizeram manobras de reanimação, mas os dois não resistiram.

“Um inquérito administrativo será instaurado para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente”, informa a nota divulgada pela Capitania dos Portos em Laguna. As apurações devem durar ao menos 90 dias, conforme os padrões da corporação militar. As causas do acidente ainda não foram confirmadas de forma oficial.