Veja como diferenciar sintomas de gripe e coronavírus

Orientação é para que as pessoas fiquem atentas aos sinais de contaminação. 
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,832 visualizações,  4 views today

Semelhantes em sintomas, coronavírus e gripe chamam a atenção nesta virada de ano. Enquanto o primeiro vírus tem um decréscimo de casos de infecções e mortes, o segundo começa a crescer. Por isso, a orientação é para que as pessoas fiquem atentas aos sinais de contaminação.

Em relação ao novo coronavírus, a recomendação do Ministério da Saúde é que a pessoa infectada procure atendimento e fique isolada em quarentena durante 14 dias. O prazo pode ser menor ou maior, conforme a prefeitura municipal.

Não há como definir a doença apenas por diagnóstico clínico, uma testagem é necessária. Para a Covid-19, a análise é feita via testagem de antígeno ou laboratorial via PCR. Já para detectar a gripe, há exames específicos que podem ser feitos. A indicação é que, diante de sintomas, seja procurada assistência médica para indicar os procedimentos adequados.

Sintomas

  • Gripe: os mais comuns são: febre, tosse seca, cansaço, dores no corpo, mal-estar e dor de cabeça são comuns. Menos comuns, coriza ou nariz entupido e dor de garganta, também podem aparecer. A doença, em grupos de risco, pode evoluir para casos graves e levar à morte. A influenza também pode permitir infecções secundárias, como aquelas causadas por bactérias.
  • Covid-19: são comuns febre e tosse seca. Cansaço, dores no corpo, mal-estar e dor de garganta podem surgir às vezes. Além disso, há sintomas que não surgem com a gripe: como perda do olfato e paladar. O coronavírus pode causar a morte se evoluir para um quadro grave, com situações críticas omo falta de ar, pneumonia e problemas respiratórios que exijam suporte ventilatório ou internação em unidades de terapia intensiva.

Notícias relacionadas