Polícia indicia pessoas de Laguna por estelionato contra fundação cultural de SC

Investigação apontou prejuízo de R$ 20,4 mil aos cofres públicos.
Sede da Fundação Catarinense de Cultura, em Florianópolis. Foto: Divulgação/Secom-SC
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 6,231 visualizações,  4 views today

Três pessoas foram indiciadas por estelionato e uso de documentos falsos contra a administração pública estadual, informou a Polícia Civil, no fim da tarde desta quarta-feira, 1º. O caso foi investigado pela Delegacia de Laguna.

“Ficou evidenciado que essas três pessoas, através de um ente fictício criado, foram contratadas pela FCC para realizarem um evento religioso em 2018 e fizeram um orçamento, indicando os valores que seriam gastos com as bandas que tocariam nesse evento”, detalha o delegado William Testoni, ao Portal. Os indiciados são de Laguna.

Eles receberam R$ 317 mil para fazerem o evento. Porém, conforme a investigação, sete bandas foram contratadas e pagas por valores menores ao que constavam no orçamento apresentado e na prestação de contas. Isso gerou prejuízo de R$ 20,4 mil ao poder público.

O inquérito foi encaminhado para apreciação do Ministério Público (MP). O nome dos envolvidos e do evento não foram divulgados.

O que diz a fundação

“Considerando que o fato aconteceu em uma antiga gestão e que a FCC ainda não foi notificada, precisamos de mais informações para manifestação”, informou a assessoria de comunicação da FCC, quando questionada pelo Portal.