Orientar & Fiscalizar: Marinha do Brasil inicia “Operação Verão 2021/2022 – Navegue Seguro: a nossa melhor escolha”

A "Operação Verão 2021/2022 – Navegue Seguro: a nossa melhor escolha" contará com a participação de toda a Comunidade Náutica e Marítima, além de militares e servidores civis da Marinha, distribuídos entre as 67 Capitanias, Delegacias e Agências, que realizarão ações de fiscalização nas embarcações, de modo a orientar seus condutores e passageiros a aproveitar a época mais quente do ano com segurança.
Editoria de arte/DelLaguna

A chegada do verão, o início das férias e as festividades típicas do final do ano, acarretam o aumento do fluxo de embarcações de esporte e lazer, bem como a prática de turismo náutico em nosso litoral. Tal aumento reflete, infelizmente, no aumento do número de acidentes com estes tipos de embarcação, em sua maioria, causados pelo não cumprimento das regras de segurança da navegação. Atenta a esta realidade, a Marinha do Brasil (MB) iniciou a “Operação Verão 2021/2022 – Navegue Seguro: a nossa melhor escolha”. A iniciativa, que acontece em todo Brasil, visa conscientizar condutores e passageiros sobre a importância das regras de segurança da navegação e da preservação do meio ambiente marítimo, ribeirinho e lacustre.

A “Operação Verão 2021/2022 – Navegue Seguro: a nossa melhor escolha” contará com a participação de toda a Comunidade Náutica e Marítima, além de militares e servidores civis da Marinha, distribuídos entre as 67 Capitanias, Delegacias e Agências, que realizarão ações de fiscalização nas embarcações, de modo a orientar seus condutores e passageiros a aproveitar a época mais quente do ano com segurança.

Segundo o levantamento da Diretoria de Portos e Costas (DPC), os itens que mais chamam a atenção durante as ações de fiscalização são: falta de habilitação dos condutores; documentação da embarcação incompleta, ou vencida; falta de material de salvatagem (coletes, boias, extintores de incêndio, entre outros); o desrespeito ao limite de lotação da embarcação; e as condições de navegabilidade do meio, que poderá ser apreendido dependendo das irregularidades constatadas.

Para coibir o uso de bebida alcoólica a bordo, outro problema comum nesta época de festas e de férias, os militares utilizarão etilômetros, tendo em vista que é proibido o consumo de bebidas alcoólicas pelos condutores.

Como prevenir é sempre melhor do que remediar, ações de conscientização também serão realizadas em entidades náuticas, clubes, marinas e colônias de pescadores, por meio de realização de palestras educativas e dicas sobre as principais normas de segurança da navegação, além da preservação ambiental.

Confira abaixo as 15 recomendações para a Segurança da navegação:

1) Esteja atento e vigilante durante a navegação.
– Você é o responsável por tudo que acontece a bordo. O timão está em suas mãos!

2) Navegue a mais de 200 metros de distância da praia, respeite os banhistas.
– Lembre-se, seu direito termina quando começa o do outro.

3) Tenha em mãos a sua habilitação e os documentos obrigatórios.
– Confira tudo antes de sair e passe o dia tranquilo.

4) Conduza sua embarcação com velocidade segura.
– Isso permite a realização de manobras em caso de situação imprevista e evita acidentes.

5) Faça manutenção preventiva na sua embarcação.
– Assim como a gente, a embarcação também precisa de cuidados constantes. Cuidem-se!

6) Não consuma bebidas alcoólicas quando for conduzir sua embarcação.
– Quando existe respeito, a diversão não tem limites.

7) Conheça bem todos os lugares por onde a embarcação irá navegar.
– Não navegue no “escuro”.

8) Conheça a previsão do tempo antes de sair e fique atento às possíveis mudanças.
– Com precaução, não existe mau tempo.

9) Previna incêndios em sua embarcação.
– Pequenas medidas, como verificar o quadro elétrico e a validade dos extintores de incêndio evitam grandes tragédias.

10) Respeite o limite de pessoas a bordo e garanta a estabilidade da embarcação.
– A maioria dos acidentes com vítimas fatais são causados por esse descuido.

11) Informe seu plano de navegação e a lista das pessoas a bordo ao seu iate clube. Leve sempre um equipamento de comunicação.
– Navegar é bom, mas mantenha contato com terra firme.

12) Calcule o consumo de combustível para ir e voltar.
– Faça o cálculo em três partes: um terço para ir, outro para voltar e um de reserva.

13) Quando ancorado, não acione motores ou movimente a embarcação se tiver alguém por perto na água.
– A diversão e a segurança precisam navegar juntas!

14) Tenha coletes salva-vidas para todos a bordo.
– Mas não se esqueça de que a prevenção é o seu melhor salva-vidas. Lembre-se – o colete salva-vidas deve ser homologado pela Marinha do Brasil.

15) Não polua mares, rios e lagoas.
– Lugar de lixo é no lixo. Ao avistar quaisquer irregularidades relacionadas à segurança da navegação ou prevenção da poluição hídrica causada por navios, plataformas ou suas instalações de apoio, informe às autoridades competentes por meio do telefone 185 ou procure a Capitania dos Portos ou uma de suas Delegacias e Agências mais próximas.

Atenção!!

Ao observar alguma situação que represente risco para a segurança da navegação, para a salvaguarda da vida humana no mar ou para a prevenção da poluição hídrica, procure a Capitania dos Portos, Delegacia ou Agência mais próxima de sua região por meio do site: https://www.marinha.mil.br/dpc/localize-a-capitania

Telefone 185 – Marinha – Emergências Marítimas e Fluviais

Pelo Ato nº 881, de 18 de fevereiro de 2008 da ANATEL, foi autorizado o uso do Código de Acesso a Serviço Público de Emergência no formato “185”, para atendimento nos serviços prestados pela Marinha do Brasil, para atendimento da Salvaguarda da Vida Humana no Mar, com a designação de “MARINHA – EMERGÊNCIAS MARÍTIMAS E FLUVIAIS”.

Contato

Delegacia da Capitania dos Portos em Laguna.
Telefone: (48) 3644-0196
WhatsApp: (48) 99107-4389 (somente mensagem de 2ª a 5ªfeira das 08:00h às 15:00h e 6ª feira das 08:00h às 11:30h)
Email: dellaguna.ouvidoria@marinha.mil.br e dellaguna.secom@marinha.mil.br