Município não vai reeditar live na virada de ano

Município pretendia fazer a transmissão ao vivo no Cine Mussi e depois cogitou o Mercado Público como sede do evento virtual. Na virada de 2020 para 2021, foi feita a live Celebrar, só que o contexto foi completamente diferente. Naquele momento, o cenário pandêmico estava mais restrito e não se admitia brecha para eventos particulares.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 3,308 visualizações,  4 views today

Com o projeto de realizar uma festa pública ao ar livre suspenso, devido às normativas estaduais editadas no final de novembro, a prefeitura de Laguna estudava a possibilidade de uma live para marcar a chegada do ano novo. A ideia, porém, já foi abandonada pela Secretaria de Turismo e Lazer. O município pretendia fazer a transmissão ao vivo no Cine Mussi e depois cogitou o Mercado Público como sede do evento virtual.

Vários foram os fatores que pesaram na decisão de abrir mão da live. Entre eles: o cansaço do formato de evento virtual musical, usado à exaustão entre o ano de 2020 e o atual; o fato de ter que ser contratada uma estrutura técnica especializada e a realização de eventos particulares – permitidos legalmente por meio do protocolo definido pela Vigilância Sanitária – por entidade privadas e estabelecimentos, como hotéis.

Esse último motivo foi levado em consideração já que ele poderia provocar poucos acessos à transmissão ao vivo e causou o temor de que atraísse poucos espectadores. Na virada de 2020 para 2021, foi feita a live Celebrar, só que o contexto foi completamente diferente. Naquele momento, o cenário pandêmico estava mais restrito e não se admitia brecha para eventos particulares. Assim, a produção audiovisual da prefeitura municipal teve mais audiência.

“Iríamos trazer os artistas com contrapartida de Lei Aldir Blanc. Mas o que foi determinante, além dos valores, foi que fizemos uma pesquisa e iria esvaziar a live. Os restaurantes e hotéis vão fazer suas confraternizações e quem vem para passar na praia irá vir do mesmo jeito, mesmo sem atrativo e faríamos uma live por fazer. Não iria trazer muito resultado”, comenta o secretário José Mello Junior. A tendência é que seja produzida apenas uma mensagem de final de ano da prefeitura para ser divulgada em redes sociais.