Limpeza emergencial será feita no rio Parobé

Em outubro, o órgão de proteção civil apontou que o rio precisava de "intervenção urgente para mitigação do risco e restabelecimento da segurança para os residentes e transeuntes" e que é de "suma importância um planejamento para a limpeza periódica do curso d’água, visando a manutenção do coeficiente hidráulico, tomando os cuidados necessários para não aumentar demasiadamente a velocidade, ocasionando erosão na foz".
Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,220 visualizações,  4 views today

Com risco de inundações apontado em relatório de emergência feito pela Defesa Civil estadual, o rio Parobé irá passar por um processo emergencial de limpeza. A prefeitura de Laguna abriu licitação para contratar uma máquina escavadeira hidráulica para fazer essa obra. O resultado do certame sai no próximo dia 16.

“Até o final do mês, mais tardar início de janeiro, o maquinário já estará no local”, prevê a secretária de Pesca e Agricultura, Patrícia Paulino. Diretamente, dez famílias que vivem no entorno do rio serão beneficiadas. A obra é emergencial, mas não se trata de dragagem. Este processo deve acontecer em 2022 e tem custo estimado em R$ 2,2 milhões, orçado para remoção de 41 mil metros cúbicos de sedimentos.

Em outubro, o órgão de proteção civil apontou que o rio precisava de “intervenção urgente para mitigação do risco e restabelecimento da segurança para os residentes e transeuntes” e que é de “suma importância um planejamento para a limpeza periódica do curso d’água, visando a manutenção do coeficiente hidráulico, tomando os cuidados necessários para não aumentar demasiadamente a velocidade, ocasionando erosão na foz”.

De acordo com Paulo Sérgio Ribeiro e Silva, coordenador municipal de Defesa Civil, as casas mais próximas ao rio, com nível mais baixo, sofreram com inundações e tiveram mais de 50 centímetros de cota d’água.