Canal de youtuber mirim lagunense bate 300 mil inscritos: ‘Um sonho’, celebra mãe

Nove meses após ter batido a marca dos cem mil inscritos – e ganho a sonhada placa de prata – o canal Flor de menina chegou há poucos dias ao número de 300 mil inscritos. Agora Laguna conversou com a protagonista das gravações e seus pais.

Quando esta matéria for ao ar, neste domingo, 12, o contador de inscritos continuará subindo e motivando a pequena Ísis Preve Polla, 9 anos, a continuar produzindo vídeos junto de sua família. Nove meses após ter batido a marca dos cem mil inscritos – e ganho a sonhada placa de prata – o canal Flor de menina chegou há poucos dias ao número de 300 mil inscritos. Agora Laguna conversou com a protagonista e seus pais.

Tudo começou há cerca de quatro anos. Ísis nasceu em uma época em que a tecnologia tem presença cada vez maior no cotidiano. E assim como muitas crianças da geração atual, sempre gostou de ver os vídeos postados por youtubers. Acesse o canal aqui.

Foi ao ver uma brincadeira da filha com um celular velho, onde ela fingia estar gravando e conversava com uma plateia de espectadores virtuais imaginárias, que Mariani Preve Polla, 30, viu que a menina tinha potencial. Como um grande projeto familiar, o pai José Eduardo Polla, 30, também entrou no projeto. Hoje, até o caçula Isac, 4, já aparece nos vídeos.

“E um dia pensei: ‘Vou gravar um vídeo e publicar e se hoje passar de 50 visualizações é porque Deus quer que nós façamos isso’. Eu sabia editar vídeos mas não entendia nada do YouTube, e para mim 50 visualizações era realmente muito. E passou de 50, continuamos fazendo, e descobrimos que crescer o canal era muito mais difícil do que pensava, foi dia após a dia”, conta a mãe. A família é lagunense, mas atualmente reside em Turvo, na região carbonífera.

São publicados vídeos duas vezes por semana que contam teatrinhos, historinhas, desafios e músicas infantil. “É um momento bem legal onde nós rimos, brincamos, comemos besteiras, nós dois somos competitivos, então a bagunça é garantida. Durante a semana, focamos mais na edição dos vídeos e na criação das capas [miniatura dos vídeos]”, comenta José Eduardo.

Para Ísis, é tudo uma brincadeira sadia e divertida. “Desde pequeninha gosto de gravar os vídeos. Às vezes eu que invento os vídeos e também ajudo a fazer os roteiros”, diz a ‘flor de menina’. Diante de tantas gravações já feitas, ela revela que prefere quando o personagem Joãozinho entra em cena. “Sempre aviso meus amigos da escola quando tem vídeo novo e eles deixam o like também. Quando vou na praia, no mercado, algumas pessoas falam que viram”.

Tudo é tratado com carinho e zelo pela família. A edição e as gravações são feitas de forma artesanal pelos pais, que além disso ainda cuidam para que a filha — elogiada como “muito estudiosa” — também foque nos estudos. “Nossos vídeos são todos feitos com cuidado para ter um impacto positivo sobre a vida de quem nos assiste. Nos preocupamos muito com a maneira como vamos influenciar, principalmente as crianças”, explica José.

Questionados sobre o que viria pela frente, a mãe afirma “não saber”, mas explica: “Não no sentido de que não temos planos para o futuro, temos sim, inúmeros sonhos e planos, mas é porque o YouTube é algo que ele simplesmente acontece dia após dia. Postamos sem falhar dois vídeos por semana e sabemos que vai continuar assim, mas não sabemos que vídeos vamos postar e gravar daqui um mês entende? Isso não é muito planejado é algo que vai acontecendo”, conclui.

Arquivo pessoal