Papai Noel dos Correios começa a receber cartinhas de crianças com pedidos de presentes

Regras da campanha permitem apenas uma carta por criança. As correspondências têm que ser de alunos da rede pública até o 5º ano do ensino fundamental ou de crianças acolhidas em creches, abrigos e núcleos socioeducativos. Também podem participar crianças com deficiência, independentemente da idade. 
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,012 visualizações,  4 views today

Crianças de todo o país já começaram a mandar cartas para o Papai Noel dos Correios. A campanha social promovida pela estatal inicia oficialmente nesta quinta-feira, 11, e mais de 65 mil correspondências já foram recebidas, segundo a empresa. Em Laguna, a expectativa é que sejam atendidas em torno de cem crianças.

No ano de 2020, a campanha focou em pedidos feitos apenas pela internet, devido à pandemia do novo coronavírus. Agora, com a vacinação em ritmo avançado, o sistema de participação será híbrido: mesclando o digital, através do blog da campanha, e a carta manuscrita, que pode ser enviada ou adotada pessoalmente. As correspondências enviadas pela internet também devem ser escritas à mão, mas devem ser fotografadas ou digitalizadas de forma que garanta a boa nitidez do texto.

“É importante enviar uma imagem nítida para que a mensagem possa ser lida e compreendida pelo Papai Noel”, justifica a empresa. A adoção das cartinhas é bem simples de ser feita, no entanto, não são todas as agências que participam da mobilização. É possível ver, aqui, a relação de agências dos Correios participantes.

As regras da campanha permitem apenas uma carta por criança. As correspondências têm que ser de alunos da rede pública até o 5º ano do ensino fundamental ou de crianças acolhidas em creches, abrigos e núcleos socioeducativos. Também podem participar crianças com deficiência, independentemente da idade.

Já o padrinho é responsável pelas cartas que adotar e a pessoa pode escolher mais de uma correspondência. A organização da campanha, no entanto, frisa que a desistência impede que a carta seja adotada por outro interessado. Quem adotar carta não pode escrever de volta para a criança escolhida. Os Correios respeitam recomendação do Ministério Público e não disponibiliza os dados de localização da criança.

Presentes

A empresa explica que a entrega de presentes deve ser feita presencialmente no ponto de entrega mais próximo da localidade indicada no blog da companhia. O atendimento presencial será feito com atenção aos protocolos sanitários. Datas, locais e horários de lançamento da campanha podem variar em cada estado. Todas as informações estão disponíveis no endereço do blog. Em Laguna, a agência dos Correios atende das 9h às 17h, diariamente, sem fechar ao meio-dia.

Previous
Next