Criança se afoga após cabelo ficar preso em ralo de piscina, no Mar Grosso

Esse não foi o único caso de afogamento neste sábado. Um adolescente, 16 anos, se afogou em uma área não guarnecida por guarda-vidas (distante 200 metros de um posto) na praia de Itapirubá Sul. 
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 10,428 visualizações,  4 views today

Uma menina de sete anos de idade ficou alguns minutos inconsciente após ter tido seus cabelos sugados pelo ralo da piscina, em uma residência no bairro Mar Grosso. O caso aconteceu por volta das 15h, deste sábado, 20.

Conforme apurado pelo Portal, a criança sabia nadar e ficou com os cabelos presos durante o momento em que mergulhava na piscina. Vizinhos e familiares retiraram a menina da água e fizeram manobras de reanimação.

A criança recobrou os sentidos e chegou a vomitar. O Corpo de Bombeiros chegou momentos depois, estabilizou a menina e a levou para o Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, de Laguna.

Esse não foi o único caso de afogamento neste sábado. Um adolescente, 16 anos, se afogou em uma área não guarnecida por guarda-vidas (distante 200 metros de um posto) na praia de Itapirubá Sul.

O jovem, com pouca habilidade de natação, foi arrastado por uma corrente de retorno. Ele conseguiu se livrar da força marítima e procurou ajuda no posto guarda-vidas mais próximo. O adolescente apresentava espuma na boca e relatava dores de de cabeça. Os bombeiros o levaram para o Hospital São Camilo, de Imbituba.

Afogamentos

Devido ao risco de aumento de afogamentos durante a alta temporada, momento em que as praias costumam atrair mais banhistas, o Corpo de Bombeiros Militar alerta para algumas condutas que devem ser tomadas tanto nas praias, quanto nas piscinas, para evitar acidentes. Confira as recomendações:

Na piscina

  • Instale cercas de proteção ou outros dispositivos a fim de impedir o acesso de crianças em momentos de distração;
  • Atenção à instalação do dispositivo de segurança no ralo de sua piscina. Em caso de dúvida, chame um técnico para verificação.
  • Em hotéis e clubes de recreação, é obrigatória a presença de guarda-vidas de piscinas, conforme normas do Corpo de Bombeiros Militar.

Nas praias

  • Frequente praias com guarda-vidas e mantenha-se próximo dos postos;
  •  Não entre na água alcoolizado ou após as refeições;
  • Peça para que guarda-vidas ensinem você a identificar correntes de retorno;
  • Se cair em uma corrente, fique calmo, não lute contra a corrente, flutue e acene em pedido de ajuda. E caso saiba nadar, nade paralelo a praia;
  • Evite costões e locais com pedras;
  • Identifique as crianças com pulseiras dadas pelos guarda vidas;
  • Não tome banho em locais com a bandeira vermelha dentro da água;
  • Identifique a cor da bandeira no posto e pergunte aos guarda-vidas as condições do mar;
  • Jogue um objeto flutuante se você não tem experiência em salvamento; e
  • Mantenha-se calmo, ligue para o 193 e passe as informações corretamente.

Notícias relacionadas

Previous
Next