CCR garante que “cumpre obrigações do contrato” após notificação do Procon catarinense

Procon busca com as notificações averiguar se as empresas estão cumprindo o limite máximo do tamanho das filas (300 metros) e tempo de espera para cruzar o pedágio, de dez minutos. Esses limites são previstos no contrato assinado com o governo federal e se não forem cumpridos, a passagem do pedágio deve ser liberada aos consumidores.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,308 visualizações,  8 views today

Notificada na tarde de quarta-feira, 24, pelo Procon de Santa Catarina, a CCR ViaCosteira garante que cumpre as “obrigações previstas no contrato celebrado com a União” para explorar a BR-101 Sul e “zela pela comodidade, conforto e segurança do usuário da rodovia sob concessão”. No começo da semana, o órgão estadual notificou também a Arteris Litoral Sul, concessionária da BR-101 Norte.

O Procon busca com as notificações averiguar se as empresas estão cumprindo o limite máximo do tamanho das filas (300 metros) e tempo de espera para cruzar o pedágio, de dez minutos. Esses limites são previstos no contrato assinado com o governo federal e se não forem cumpridos, a passagem do pedágio deve ser liberada aos consumidores.

As regras são somente passíveis de mudança em casos atípicos e excepcionais, como bloqueios por manifestações e acidentes.

Nota da CCR, na íntegra

A Concessionária recebeu no final da tarde de ontem (24) notificação do Procon/SC com considerações e requerimentos os quais não se aplicam à CCR ViaCosteira. Assim, a concessionária esclarece que zela pela comodidade, conforto e segurança do usuário da rodovia sob concessão, bem como cumpre todas as obrigações previstas no contrato celebrado com a União, representada pela ANTT, inclusive as concernentes à formação de filas de veículos nas Praças de Pedágio que administra.

Notícias relacionadas

Previous
Next