Caravelas-portuguesas aparecem no litoral de Laguna

São organismos pluricelulares que vivem em ambientes aquáticos, principalmente, o marinho. Ou seja, não são terrestres e morrem fora da água. Mas mesmo morto, seu veneno continua ativo.
Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 3,412 visualizações,  8 views today

Leitores do Portal Agora Laguna encaminharam à Redação fotos que mostram a presença de caravelas-portuguesas em praias da cidade juliana. Elas não nadam, flutuam e costumam vir para as águas brasileiras em busca de temperaturas mais quentes.

Suas cores e tons translúcidos e vibrantes impressionam. Frequentemente confundias com águas-vivas, as caravelas são venenosas e sua picada pode ser fatal. Mesmo após morta, um animal da espécie é capaz de lesionar a pele e o sistema nervoso.

A picada desse animal é dolorida e provoca coceiras, vermelhidão e até queimaduras de terceiro grau. Especialistas recomendam que, em caso de contato, nunca lavar o local com água doce, álcool ou esfregar. Os primeiros socorros devem ser feitos ainda na praia, com o local da picada sendo lavado com água do mar. Além disso, é recomendado procurar assistência médica em casos de maior gravidade.

Caravelas

Physalia physalis ganhou esse apelido devido à semelhante com as embarcações usadas pelos portugueses na época das grandes navegações. As caravelas-portuguesas pertencem ao grupo dos cnidários ou celenterados. São organismos pluricelulares que vivem em ambientes aquáticos, principalmente, o marinho. Ou seja, não são terrestres e morrem fora da água. Mas mesmo morto, seu veneno continua ativo.

Notícias relacionadas