Amador chega à grande final com clássico no titular e reedição de decisão no aspirante

Decisões no Estreito terão transmissão ao vivo, no sábado e no domingo, a partir das 14h, com transmissão exclusiva do Agora Laguna, Rádio Difusora e Esporte de Primeira.
Estádio Dino José, Estreito. Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

Quem será o campeão ainda não se sabe, mas é certo que a taça do Amador de 2021 ficará com um dos tricolores de Caputera. O atual detentor da taça, Paulo Carneiro, enfrentará o Baixada para a definição do novo vencedor da competição. Iniciado em outubro, o campeonato municipal envolveu nove times e movimentou torcidas ao longo de vários finais de semana. A decisão está marcada para domingo, 28, às 14h30.

Agora Laguna transmitirá em conjunto com a Rádio Difusora e o Esporte de Primeira, com apoio técnico de Fibra Internet. A transmissão da Jornada Esportiva começa mais cedo que o habitual, às 14h, com a apresentação de todos os detalhes da grande final.

O Paulo Carneiro chegou à final após vencer nas semifinais o América (Bentos). O clube fez uma boa campanha na fase de grupos e precisou passar pela repescagem, por ter ficado em 3º lugar na competição. Na fase de classificação, venceu o Bandeirante (Navegantes), em jogo único que encerrou sob clima tenso. Se vencer, a equipe conquistará o quinto título da competição para sua sala de troféus.

“As expectativas são as melhores possíveis. Apesar de clássico não tem favorito. Mas quem ganha com isso é a comunidade de Caputera, que já é campeã mesmo antes de jogar final pois os dois clubes são da localidade. Espero que tudo acabe bem pois é apenas um jogo de futebol amador”, comenta o técnico Saleir Pereira, o Saulo, do Paulo Carneiro. “O time já está definido”, garante.

O Baixada não precisou da repescagem. Líder do grupo B, foi para a semifinal com passaporte carimbado. Enfrentou por duas vezes o Internacional (Ponta das Pedras). No primeiro jogo, o clube tricolor perdeu por 2 a 1 e depois devolveu o placar, em casa. Com isso, a decisão foi para os pênaltis e o time se saiu melhor: 4 a 2 sobre os colorados.

“É um momento especial e feliz. Em 98, fui campeão com esta camisa e hoje tenho a oportunidade de mais uma vez levantar o troféu. Nossa equipe se mostrou bastante determinada na competição, já que muitos acharam que não chegaríamos a lugar nenhum. Mostramos que futebol não se faz só com craques”, afirma o técnico Paulo Bonifácio, o Paulão. “É uma batalha difícil, mas nossa equipe está preparada para buscar esse título tão importante para a comunidade”, reforça.

Aspirantes entram em campo no sábado

No dia anterior, o sábado, 27, é a vez dos aspirantes (sub-23) entrarem em campo para decidirem quem erguerá a taça de campeão. O Santa Maria (Barranceira), atual detentor do troféu, vai enfrentar o Baixada (Caputera). E detalhe: o confronto reedita a final de 2019, quando o clube alviazul se sagrou vencedor nas penalidades.

“São as melhores expectativas possíveis. Nossos jogadores cresceram com o andamento do campeonato e hoje estão ao ponto da linha de ir para o titular. A comunidade nos apoia e os jogadores se auto apoiam”, fala Marlon dos Santos, treinador do clube de Barranceira. “Estamos ansiosos, desde jogadores a torcedores. Que seja uma festa com harmonia. O time que errar menos será o vitorioso e que vença o melhor”, comenta o auxiliar técnico tricolor Vanderlei Celestino, o Lelei.

A partida entre os dois clubes também terá transmissão ao vivo, iniciando no mesmo horário. Para ambos os jogos, o ingresso custa R$ 5 e com um quilo de alimento, o torcedor vai concorrer a duas camisas de futebol: uma do jogador Anderson Rosa (Dinho), atleta do Novorizontino (SP), e de Paulo Ricardo, do Kups (Finlândia).