Sambódromo será reformado por etapas

Obras devem iniciar pelos banheiros e cobertura. Sambódromo foi inaugurado em 2007.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna/Arquivo
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 2,676 visualizações,  4 views today

Sem desfiles de escolas de samba há quase uma década, o Sambódromo Hindemburgo Moreira deu espaço aos alunos do Centro de Educação para Jovens e Adultos (Ceja), servidores públicos da Coordenadoria Regional de Educação (CRE) e voluntários da Acustra. O prédio, inaugurado em 2007 no bairro Campo de Fora, passará pela sua primeira grande reforma.

Por se tratar de um prédio de dimensões grandes, esse processo vai acontecer por etapas. “Nosso secretário [Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro] deu todo apoio. Vamos fazendo as manutenções de acordo com as necessidades”, afirma a professora Renata Brunato, coordenadora regional de Educação.

A primeira licitação foi aberta no dia 8 pelo governo estadual, com abertura dos envelopes para 21 de outubro. As obras devem iniciar pelos banheiros e cobertura.

A CRE cogitou trocar de sede e estudou vários prédios pela cidade que atendesse sua necessidade. “Em Laguna, é muito difícil achar um local tão bom. Estamos contentes”, diz Renata. Pesou a favor do sambódromo, o fato de ser um prédio do Estado e que a infraestrutura ao redor melhorou, com o asfaltamento da Colombo Salles.

“Vamos arrumar parte elétrica, pintura, aberturas, rachaduras”, detalha a coordenadora. Além do sambódromo, as demais escolas da regional devem receber melhorias, de Paulo Lopes a Pescaria Brava.

Notícias relacionadas