Ministério da Saúde prorroga multivacinação

A ampliação do prazo ocorre em meio a queda da cobertura vacinal desse público em queda, ainda mais em virtude da pandemia do novo coronavírus.
Divulgação

A Campanha Nacional de Multivacinação voltada à imunização em crianças e adolescentes, menores de 15 anos, foi prorrogada e irá ocorrer até 30 de novembro, anunciou na sexta-feira, 29, o Ministério da Saúde.

A ampliação do prazo ocorre em meio à queda da cobertura vacinal desse público, ainda mais em virtude da pandemia do novo coronavírus. Cerca de 18 imunizantes são oferecidos nessa campanha: BCG, hepatite A e B, penta (DTP/Hib/Hep B), pneumocócica 10 valente, VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VRH (vacina rotavírus humano), meningocócica C (conjugada), VOP (vacina oral poliomielite), febre amarela, tríplice viral (Sarampo, rubéola, caxumba), tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba, varicela), DTP (tríplice bacteriana), varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano).

O ministério também reforçou que os imunizantes do Programa Nacional de Imunizações (PNI), são seguros e registrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A atualização vacinal aumenta a proteção contra as doenças imunopreveníveis, evitando a ocorrência de surtos e hospitalizações, sequelas, tratamentos de reabilitação e óbitos. Crianças menores de dois anos de idade foram as mais atingidas pela campanha, com mais 1,5 milhão de doses aplicadas.