Governo envia vacina para reforçar imunização em trabalhadores da saúde

Além das doses dos trabalhadores da saúde, Santa Catarina vai distribuir outras 377.515 doses da vacina contra a Covid-19 para aplicação da segunda dose nas cidades catarinenses. Serão enviadas 30.580 doses da Coronavac, 138.675 doses da AstraZeneca/Fiocruz e 208.260 doses da Pfizer.
Foto: Heudes Regis/SEI-PE/Divulgação

Laguna deve receber nesta semana mais 336 doses da vacina da Pfizer e Pescaria Brava, 78. O envio começa na quarta-feira, 6, e a aplicação dos imunizantes será destinada para a dose de reforço nos trabalhadores da saúde. Essa medida foi autorizada há poucas semanas pelo Ministério da Saúde (MS), que considerou a possibilidade da amplificação da resposta imune e adequação do esquema vacinal devido a maior exposição deste grupo à doença.

Além das doses dos trabalhadores da saúde, Santa Catarina vai distribuir outras 377.515 doses da vacina contra a Covid-19 para aplicação da segunda dose nas cidades catarinenses. Serão enviadas 30.580 doses da Coronavac, 138.675 doses da AstraZeneca/Fiocruz e 208.260 doses da Pfizer.

O governo informou, ainda, que apesar de já estar autorizada a ampliação da faixa etária de idosos para o recebimento da dose de reforço, o Ministério da Saúde não enviou doses extras ao estado para a vacinação deste público. A recomendação da Diretoria de Vigilância Epidemiológica aos municípios é que a dose só seja aplicada neste público caso as secretarias municipais de Saúde tenham doses armazenadas. Só podem receber a dose de reforço quem tem 60 anos ou mais e completou o esquema vacinal há cinco meses e meio. Em Laguna, a faixa segue na casa dos 70 anos ou mais.

O órgão federal informou ao Estado que vai enviar novos lotes de vacina para a vacinação dos adolescentes sem comorbidades, quando for concluída a etapa de vacinação de reforço dos idosos e trabalhadores de saúde.