Concessionária da BR-101 desmente mensagem sobre radar

Na nota, a concessionária da rodovia no trecho de 220 quilômetros em Paulo Lopes e Passo de Torres, o que inclui Laguna e Pescaria Brava, confirma que vai haver a ativação de radares, mas ressalta que ainda não foi fixada uma data para isso.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Após uma mensagem sobre a ativação de radares na próxima terça-feira, 2 de novembro, na BR-101 ter viralizado na manhã desta quinta-feira, 28, a CCR ViaCosteira desmentiu a informação em nota divulgada à imprensa.

Na nota, a concessionária da rodovia no trecho de 220 quilômetros em Paulo Lopes e Passo de Torres, o que inclui Laguna e Pescaria Brava, confirma que vai haver a ativação de radares, mas ressalta que ainda não foi fixada uma data para isso.

“Não há data definida para inicio da operação dos controladores de velocidade. Quando a data for definida a concessionária e a PRF farão antecipadamente ampla divulgação”, informa a empresa. A colocação está prevista no contrato com o governo federal.

Segundo o documento, serão instalados quarenta e dois radares fixos ao longo do trecho sob sua responsabilidade. A implantação necessita de um processo que inclui as seguintes etapas:  a primeira que é a implantação das estruturas, que dará suporte aos controladores. Depois, são realizados os testes de forma a verificar se os sistemas funcionam corretamente. Em seguida é feita a homologação do Inmetro e, por fim, é realizada a aferição dos mesmos para o órgão regulador, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

A CCR fará a implantação, operação e manutenção, e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) ficará responsável pela autuação. Os pontos de implantação levam em consideração o número de acidentes, fluxo de veículos e perímetro urbano da rodovia.