Carta para Anita escrita por aluna bravense ganha concurso estadual

Terra natal da heroína catarinense, a cidade de Laguna também tem uma estudante entre a lista de selecionados do concurso. Lara Camilo Vieira, 16, do 2º ano do ensino médio da escola Saul Ulysséa teve sua redação, no gênero dissertativo/argumentativo, apontada como a segunda melhor em todo o estado.
Professora Fernanda Almeida e aluna Patrícia Florzino: vitória comemorada e compartilhada por toda a escola. Divulgação/EEBDBC
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 5,636 visualizações,  8 views today

“Sempre foste uma mulher forte, nunca aceitaste ser submetida às normas impostas pela sociedade, e, por isso, Anita, você merece os parabéns, pois nunca preocupou-se com a opinião alheia e se tornou uma heroína”. São palavras que compõem o início da carta escrita pela estudante Patrícia Florzino, 17 anos, de Pescaria Brava, uma das vencedoras do concurso estadual de redação em homenagem ao bicentenário de Anita Garibaldi.

O certame escolar, coordenado pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) com apoio da Secretaria de Educação (SED) e Biblioteca Pública (BPSC), teve seus vencedores anunciados na última quarta-feira, 20. No próximo dia 27, os estudantes receberão suas premiações em um roteiro que inicia por volta das 8h, em uma cerimônia na Casa D’Agronômica com a presença do governador Carlos Moisés (sem partido). Saiba mais adiante.

Para o concurso, a escola Domingos Barbosa Cabral, do Centro, desenvolveu a tarefa de produção literária com os estudantes do 3º ano do ensino médio. “É uma turma bem participativa e gosta muito de escrever. Até mesmo porque estão se preparando para o Enem e para os vestibulares, então para eles tudo é aprendizado”, comenta a professora Fernanda Almeida, de Língua Portuguesa. O colégio optou por redações montadas como cartas, um dos gêneros textuais contemplados pelo regulamento do concurso.

A partir do que foi proposto, todos os alunos desenvolveram escritos como se estivessem conversando com Anita, falando de seu tempo e dos acontecimentos atuais. “O processo criativo começou a partir do momento em que a professora Fernanda revisou conosco a história da Anita. Me apaixonei por sua história, por lutar pelos nossos direitos e pelos direitos das mulheres. Verdadeira heroína de dois mundos, nos inspira a cada dia mais a lutarmos pelo que queremos e conquistar. Ela deixou um grande legado com certeza”, relata a jovem.

A carta foi escrita há cerca de dois meses. Vencer o concurso foi uma surpresa e uma profusão de sentimentos para a estudante. “Entrei em choque e saí correndo para falar para minha família. Me senti emocionada e não estava acreditando que era realidade, como ainda não acredito, parece tudo um sonho”, revela. Agora, a ansiedade está pela semana de premiação. “É a recompensa por tanta dedicação tanto da aluna quando da comunidade escolar. Conhecer um pouco mais da história dessa grande heroína que foi Anita Garibaldi com certeza nos agregará muito”, comenta a educadora.

Alegria contagia escola, diz diretora

Segundo a diretora Djane Kelly Andrade Corrêa, a vitória de Patrícia é um fator inspirador para toda a comunidade escolar da Domingos Barbosa Cabral, hoje com 210 estudantes. “Esse prêmio incentiva ainda mais, principalmente agora, pois nossos alunos estão sempre fizeram ótimos textos, mas nunca haviam ganho uma premiação tão notória, principalmente por se tratar do bicentenário de Anita. Continuaremos a incentivá-los ainda mais na leitura, pois é através dela que formaremos ótimos escritores! Alunos com mais ânsia nos estudos”.

A afirmação da gestora é corroborada pela professora. De acordo com ela, o colégio visa incentivar sempre a leitura e para isso montou um biblioteca com um acervo de livros variado com vários gêneros literários. “Agora que viram uma colega ser premiada a nível estadual, os colegas se sentirão muito mais motivados a praticar a leitura e a escrita”, projeta.

Lagunense também é premiada

Terra natal da heroína catarinense, a cidade de Laguna também tem uma estudante entre a lista de selecionados do concurso. Lara Camilo Vieira, 16, do 2º ano do ensino médio da escola Saul Ulysséa teve sua redação, no gênero dissertativo/argumentativo, apontada como a segunda melhor em todo o estado.  Orientada pelo educador Joabe Teodoro, a estudante buscou a construção de um texto que destacasse a figura ímpar de Anita Garibaldi e ao mesmo tempo apontasse a falta de um reconhecimento mais forte para seus feitos.

“Expus minha opinião sobre a grandeza de Anita e a falta de reconhecimento por muitos. Desde pequena, acompanhei o espetáculo de teatro A República de Laguna, e ali encontrei minha inspiração. Anita foi o meu primeiro exemplo de força feminina, por isso coloquei todo meu respeito nas palavras que escrevi”, detalha a jovem.

Assim como a colega de Pescaria Brava, Lara também foi surpreendida pelo resultado. “Sinceramente, não esperava ganhar o concurso; foi uma grande surpresa. Mas me sinto muito feliz em trazer essa premiação para a minha escola e para Laguna. Essa é uma das provas de que um ensino público de qualidade da certo!”, pontua a aluna de Cabeçuda, que deve se apresentar na capital com a declamação de um poema sobre a heroína.

Premiação

Ao todo foram nove estudantes premiados, cada um ganhará um dispositivo Amazon Kindle, semelhante a um tablet específico para leitura digital, e viajarão com seus professores orientadores por um roteiro de imersão para conhecer a história de Anita Garibaldi, entre os próximos dias 26 e 30 de outubro, pelas cidades de Florianópolis, Laguna e Tubarão.

Os premiados (em ordem do primeiro para o terceiro) foram:

  • Categoria A (1º ano do ensino médio): Buno Cividini (escola Maria Madalena Ferro, de Jupiá); Thalia Frozza (escola São Miguel, de São Miguel do Oeste); e Letícia Dagostim Fernandes (escola João Dagostim, de Criciúma).
  • Categoria B (2º ano): Nicolas Ribeiro (escola Galeazzo Paganelli, de Vargem Bonita); Lara Camilo (escola Saul Ulysséa, de Laguna); e Giovana Barbosa da Silva (escola Manoel Pereira, de Urupema).
  • Categoria C (3º ano): Patrícia Florzino (escola Domingos Cabral, de Pescaria Brava); Isabela Mayer (escola Henrique Fontes, de Tubarão); e Letícia Ramos (escola Manoel Medeiros, de Urupema).
Lara Camilo: inspirada por Anita desde cedo. Foto: Arquivo pessoal

Previous
Next