SC cria projeto de auxílio para combater evasão de estudantes

Segundo informações divulgadas pelo governo catarinense, a seleção de estudantes será feita por edital e o repasse do valor vai ser condicionado à manutenção de pelo menos 75% de frequência. O benefício de R$ 6.250, valor que será dividido em 11 pagamentos mensais de R$ 568, entre fevereiro e dezembro.
Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,768 visualizações,  4 views today

Um projeto que cria em âmbito estadual o programa de Bolsa Estudante para incentivar os alunos do ensino médio ou do sistema de educação de jovens e adultos (EJA) a se manterem em salas de aulas, foi anunciado nesta segunda-feira, 20, pelo Governo de Santa Catarina. A iniciativa tem que passar pela Assembleia Legislativa (Alesc) para ser efetivada.

Segundo informações divulgadas pelo governo catarinense, a seleção de estudantes será feita por edital e o repasse do valor vai ser condicionado à manutenção de pelo menos 75% de frequência. O benefício de R$ 6.250, valor que será dividido em 11 pagamentos mensais de R$ 568, entre fevereiro e dezembro.

“Esse programa faz parte do pacote de investimentos para valorizar a educação catarinense. Temos uma preocupação para que os estudantes não deixem de frequentar a escola, por isso ampliamos a Busca Ativa dos alunos que perderam este contato nos últimos meses. E agora chegou a hora de avançar nesta permanência, garantindo uma bolsa para os jovens que estão com dificuldades econômicas e sociais”, reforça o secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro.

Vão poder ser contemplados os estudantes cujas famílias tenham renda total igual ou inferior a quatro salários mínimos, ou até meio salário mínimo por integrante. A intenção é que até 60 mil alunos sejam beneficiados. Os pagamentos serão realizados por meio de depósitos bancários na conta do aluno ou seu responsável legal.

 

Notícias relacionadas