Samir Ahmad oficializa desfiliação do PSL

Prefeito de Laguna deixa partido após um ano e meio para acompanhar governador Carlos Moisés, que se desfiliou em julho. Partido seguirá na base do governo.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 3,704 visualizações,  4 views today

O prefeito de Laguna, Samir Ahmad saiu do Partido Social Liberal (PSL). A desfiliação foi comunicada ao diretório municipal no início do mês, mas só foi tornada pública, nesta sexta-feira, 17. O empresário e político seguirá o governador Carlos Moisés no partido em que este se filiar.

Ahmad estava no PSL desde o início de 2020. Deixou o Progressistas para migrar para nova legenda após convite de Moisés, que buscava um nome para concorrer à prefeitura. Ele foi eleito prefeito em novembro com 8.147 votos.

“Formalizei a minha saída já no início do mês. A fim de me solidarizar com o governador Moisés, pois tudo o que tem feito por Laguna e por Santa Catarina precisa ser reconhecido”, afirma.

O novo partido ainda não é conhecido e só deve ser definido no primeiro semestre de 2022, durante a janela partidária. “Certamente será o melhor caminho para os catarinenses. Uma gestão técnica e exemplar, focada nos municípios. Está resolvendo demandas e pleitos históricos no estado. Tem todo o meu apoio”, justifica.

Segundo o presidente municipal Mário Ricardo Bongiolo, a sigla seguirá na base de governo. “A meta é o crescimento e o desenvolvimento de Laguna. Independente da decisão do prefeito, o partido vai continuar fazendo parte e apoiando a gestão”, garante. O PSL em Laguna detém a maior bancada na Câmara de Vereadores com quatro edis.

Moisés: ‘Foco na entrega’

Em sua visita recente à cidade, no último dia 6, durante o anúncio de recursos para a cidade, Moisés foi questionado sobre o partido que irá e desconversou. “Ainda não defini partido. Vamos deixar chegar outubro, esperar o que vai acontecer na legislação eleitoral. Hoje estamos trabalhando. Foco no trabalho e na entrega”, disse.

Fusão pode criar maior bancada

Conversas iniciadas nos últimos meses devem resultar na fusão do PSL com o Democratas (DEM). A união criaria um novo partido com a maior bancada parlamentar do país. Fato que se repetiria em Laguna, já que, juntos, somam cinco vereadores. Uma reunião nacional marcada para 21 de setembro deve selar a junção deles.

Notícias relacionadas

Previous
Next