Quatorze empresas se credenciam para licitação da barra do Camacho

No início do ano, o canal secou e impediu circulação de peixes, provocando a morte de espécies e dificultando a pesca. Estimativas da prefeitura de Jaguaruna apontam que cerca de 1,5 mil famílias são impactadas diretamente pela ausência de ligação da lagoa com a barra.
Foto de arquivo: Juliana Biz

Quatorze empresas se credenciaram para a disputa dos dois lotes dos editais de obras de melhorias na barra do Camacho, que deverá passar por processo de desassoreamento e enrocamento. O certame iniciou nesta segunda-feira, 20, e é realizado pela prefeitura de Jaguaruna, que firmou convênio com o governo do Estado para receber mais de R$ 10 milhões.

De acordo com a Comissão de Licitações, as empresas vão passar por análise do órgão, departamento de Planejamento, Engenharia da Amurel, jurídico e empresas participantes, e as que estiverem com os pré-requisitos atendidos, serão habilitadas.

A obra deve ser feita em um ano e vai seguir um projeto elaborado por uma equipe técnica da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel). O desassoreamento requer dragagem para retirar aproximadamente 200 metros cúbicos de areia e a construção de um enrocamento. Este último processo consiste na colocação de barreiras de pedras dos dois lados do canal da lagoa até o mar.

No início do ano, o canal secou e impediu circulação de peixes, provocando a morte de espécies e dificultando a pesca. Estimativas da prefeitura de Jaguaruna apontam que cerca de 1,5 mil famílias são impactadas diretamente pela ausência de ligação da lagoa com a barra.

Notícias relacionadas