Vítimas de violência doméstica serão atendidas em sala de acolhimento especial em Laguna

A ideia é acolher as pessoas que recorram ou precisem dos serviços da Dpcami de Laguna.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,096 visualizações,  44 views today

Desde segunda-feira, 30, a Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (Dpcami), de Laguna, conta com uma ala especial para acolher e prestar um atendimento especializado às vítimas de violência doméstica. É a sala Anita Garibaldi, cujo nome homenageia a heroína dos dois mundos, cujo bicentenário de nascimento foi comemorado ontem.

A ideia é acolher as pessoas que recorram ou precisem dos serviços da Dpcami de Laguna. A apresentação da sala ocorreu em cerimônia restrita à equipe da Polícia Civil de Laguna, prefeitura, Conselho Tutelar e imprensa.

“Haverá uma policial ou uma colaboradora que fará o primeiro atendimento e a partir daí é verificada qual a demanda da vítima, se é registro de ocorrência ou orientação para algum órgão da rede assistencial. A Dpcami, principalmente para as mulheres, é uma grande porta de entrada e queremos ser uma triagem para implementação de políticas públicas”, detalha a delegada Vivian Garcia, nova titular da unidade

Quem participou da solenidade foi apresentado aos projetos que passaram a ser desenvolvidos pela unidade policial. São eles: o mapa da violência no âmbito familiar, que consiste em fazer um levantamento dos registros por bairro, protocolos e implementação de políticas públicas; e a parede das emoções, um espaço ofertado à mulher ou outra vítima da especializada com o objetivo de expressar seus sentimentos e poder falar sobre eles, escrevendo uma palavra.

A primeira a escrever na parede foi a própria delegada. Ela escolheu “Coragem”, que pode ter um duplo significado: a coragem em aceitar a missão de comandar a delegacia em Laguna após quase mais de um década de atuação em Tubarão e uma referência à coragem das vítimas em enfrentar seus medos e receios para denunciar relações abusivas.

Delegados Raphael Giordani (Regional), Vivian Garcia (Dpcami) e William Testoni (Pescaria Brava). Foto: Divulgação/PC

Notícias relacionadas

Previous
Next