‘Unidade foi a tônica da reunião’, afirma presidente do MDB de Laguna após encontro estadual

Agora, a definição do nome emedebista será feita em 15 de fevereiro de 2022. O partido tem três nomes como pré-candidatos ao governo estadual: Celso Maldaner (deputado federal e presidente da legenda em SC); Dário Berger (senador) e Antídio Lunelli (prefeito reeleito de Jaraguá do Sul). O trio têm liberdade para buscar o entendimento junto aos partidários sobre quem será o candidato.
Divulgação/Ascom MDB-SC
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 2,464 visualizações,  12 views today

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB) adiou, mais uma vez, as prévias partidárias que definirão o futuro pré-candidato da legenda ao Governo de Santa Catarina na eleição de outubro de 2022. A definição do diretório estadual ocorreu em reunião realizada, em Florianópolis, nesta segunda-feira, 23. A decisão era esperada, já que uma corrente interna defendia que decidir o nome concorrente ao governo, faltando pouco mais de um ano para o pleito, enfraqueceria o partido.

Agora, a definição do nome emedebista será feita em 15 de fevereiro de 2022. O partido tem três nomes como pré-candidatos ao governo estadual: Celso Maldaner (deputado federal e presidente da legenda em SC); Dário Berger (senador) e Antídio Lunelli (prefeito reeleito de Jaraguá do Sul). O trio têm liberdade para buscar o entendimento junto aos partidários sobre quem será o candidato.

O MDB fez vários encontros regionais em Santa Catarina, dois deles ocorreram em Laguna e Pescaria Brava, onde houve a apresentação do ex-deputado federal Edson Bez de Oliveira, o Edinho, como pré-candidato ao Senado Federal. O tom pela unidade dominou o discurso dos três pré-candidatos e de lideranças históricas do partido no estado como os ex-governadores Paulo Afonso e Eduardo Moreira (cotado para disputar uma vaga como deputado estadual), além dos deputados Carlos Chiodini, Valdir Cobalchini e Mauro De Nadal.

Para o presidente do diretório municipal, Antônio dos Reis, a decisão atende à expectativa do que também desejam os emedebistas de Laguna. “O entendimento é de que o MDB marchará com candidato do partido ao governo do Estado em 2022. O foco foi a união e a integração do partido. Em que pese prévias marcadas para 15 de fevereiro do próximo ano, independente, os três pré-candidatos, postulantes: Celso Maldaner, Antídio Lunelli e Dário Berger terão autonomia para, em entendimento entre eles, definirem quem será o candidato. Portanto, a unidade foi a tônica da reunião.

Além da definição sobre as prévias, o diretório estadual montou uma comissão interna com ex-deputados estaduais e federais para tratar das discussões sobre as candidaturas que serão apresentadas aos parlamentos. Os nomes que compõem o órgão são: Ronaldo Benedet, Mauro Mariani (ex-candidato ao governo do Estado), Gilberto Agnoli, João Carlos Grando, Eliseu Mattos e Moacir Sopelsa. Também definiram que, se as prévias forem realizadas, os diretórios, prefeitos, vices e vereadores terão direito ao voto.