Pinguim resgatado na praia do Sol passará por reabilitação

De acordo com os especialistas do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), a lesão foi causada pela ingestão de um bagre da família Ariidae. Algumas espinhas foram encontradas na boca, próximas à entrada traqueal, o que provocou perfuração na cavidade oral e na pela nos dois lados. 
Divulgação/PMP-BS
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,216 visualizações,  4 views today

Um pinguim (Spheniscus magelanicus) é a mais nova ave aquática a ser tratada na Unidade de Estabilização da Fauna Marinha da Udesc em Laguna. O animal foi resgatado na praia do Sol com uma gravíssima lesão na boca.

De acordo com os especialistas do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), a lesão foi causada pela ingestão de um bagre da família Ariidae. Algumas espinhas foram encontradas na boca, próximas à entrada traqueal, o que provocou perfuração na cavidade oral e na pela nos dois lados.

Isso deixou o animal com dificuldade de alimentação e respiração. Os espinhos foram removidos pelos veterinários. O projeto informou que o animal se encontra em fase de estabilização, à espera de alcançar parâmetros vitais mínimos e estáveis para ser transportado e seguir em tratamento de reabilitação na Associação R3 Animal, em Florianópolis, até ser possível, soltura.

Sobre o PMP

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da petroleira Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos. O projeto objetiva avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

O projeto vai de Laguna até Saquarema (RJ), sendo dividido em 15 trechos. A Udesc monitora o trecho 1 compreendido entre Laguna e Imbituba, e recebe animais para reabilitação e necropsia do trecho 2, compreendido entre Imbituba e Governador Celso Ramos. Caso encontre algum animal marinho vivo ou morto, entre em contato com o telefone 0800 642 3341.