‘Fatos recentes são caluniosos’, desabafa diretora exonerada do CEI da Vila Vitória em meio à polêmica

A gestora também afirma que deve buscar medidas judiciais sobre o caso. Mais cedo, em entrevista à Rádio Difusora, a secretária Juliana Fagundes e o prefeito Samir Ahmad (PSL) informaram que uma comissão interna foi montada para estudar a situação.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 11,752 visualizações,  4 views today

Quatro dias depois da repercussão da vistoria da Secretaria de Educação e Esportes (Seduc) de Laguna, realizada no Centro de Educação Infantil (CEI) Laureni Vieira, da Vila Vitória, a gestora da unidade foi exonerada. Glória Kfouri trabalha há duas décadas no local e relatou que recebeu a notícia por meio de um telefonema, no início da noite desta segunda-feira, 16. A exoneração deve ser públicada no Diário Oficial do dia seguinte.

Na última quinta-feira, 12, sob pretexto de apurar uma denúncia de falta de insumos para professores, a secretária Juliana Fagundes de Carvalho foi até o CEI e ao vistoriar um almoxarifado na sala da direção, localizou um depósito com livros, brinquedos e inúmeros materiais utilizados em sala de aula pelos educadores e crianças. Agora Laguna também esteve na unidade no mesmo dia e ouviu de professoras, sob anonimato, versões que algumas delas tinham de tirar do próprio bolso para comprar materiais e que não tinham conhecimento do que estava guardado ali. Depoimentos semelhantes também foram mencionados à tribuna da Câmara de Vereadores recentemente.

Em uma publicação em seu perfil pessoal e em um página pública e aberta na rede social Facebook, a ex-diretora se defendeu das acusações de que estaria escondendo material da equipe de educadores da unidade, evocando o apoio dado pela própria comunidade. “As centenas de famílias com quem convivi ao longo dessas décadas sabem que as minhas intenções sempre foram pautadas a levar educação e respeito para cada criança da Vila Vitória, e a maior prova disso é o apoio e a defesa incondicionais que sempre tive da comunidade, mesmo quando os interesses políticos eram contrários à minha permanência no cargo”. Veja desabafo completo abaixo.

No mesmo dia em que o caso veio à tona, a reportagem do Portal buscou o posicionamento de Glória Kfouri, que preferiu não gravar entrevista, mas creditou a ação de quinta-feira a interesses políticos e negou as acusações. Na ocasião em que ocorreu a visita da secretária, a então gestora estava de atestado médico e disse que se manifestaria só na segunda-feira. Hoje, nossa equipe retornou à unidade, mas Glória preferiu se posicionar somente após conversar com seu advogado.

O desabafo postado em sua rede social é a primeira manifestação pública que ela faz nestes quatro dias, e a versão de que tudo ocorreu por interesse político adversário é mantida. “Esse sentimento de gratidão da comunidade que me fez retornar ao cargo outras três vezes em que fui demitida politicamente, pois as famílias esperam, acima de disputas de interesse eleitoral, a manutenção da qualidade de educação para seus filhos”, disse e continuou: “Os fatos que aconteceram recentemente são caluniosos e parte de uma grande armação para me retirar, mais uma vez, da direção da creche. Desta vez, todavia, tentaram fazer diferente: ‘Se ela está lá pela comunidade, vamos fazer a comunidade voltar-se contra ela’, mesmo com fatos bizarros e que beiram ao absurdo. Agora, assim como das outras vezes, confio na justiça de Deus e sei que Ele continuará intercedendo por mim e pelo futuro das crianças por quem zelei por todos esses ano”.

A gestora também afirma que deve buscar medidas judiciais sobre o caso. Mais cedo, em entrevista à Rádio Difusora, a secretária Juliana Fagundes e o prefeito Samir Ahmad (PSL) informaram que uma comissão interna foi montada para estudar a situação. “Essas questões relacionadas à gestão da unidade são tratadas comigo e os esclarecimentos são prestados pela Secretaria de Educação. Nesse momento, já está com o jurídico todo o encaminhamento de verificação tanto do teor da denúncia quanto dos materiais encontrados. E aí, os demais desdobramentos são jurídicos”, afirmou Juliana. O nome que deve substituir Glória Kfouri no cargo de gestão ainda não foi divulgado.

🔊 OUÇA: Secretária Juliana Fagundes se posiciona sobre situação do CEI Vila Vitória (entrevista à Rádio Difusora)

LEIA o desabafo postado por Glória Kfouri, em sua rede social

Acabo de receber, por telefone, a notícia de que fui exonerada do cargo de diretora do CEI da Vila Vitória, instituição que nasceu e prosperou em meus braços durante os últimos 20 anos da minha vida.

Uma creche que surgiu num bairro necessitado, bairro este que me acolheu tão bem e que fiz dele minha morada, e com amor batalhei para que a escola fosse referência em toda a cidade, transformando-se, atualmente, na maior creche do município de Laguna.

Como todos sabem, a direção é um cargo político, e política envolve conflitos de interesses, ainda mais quando se está em jogo a direção da maior creche do município e, assim como no xadrez, é sempre melhor analisar os motivos e as intenções de alguém em uma jogada.

As centenas de famílias com quem convivi ao longo dessas décadas sabem que as minhas intenções sempre foram pautadas a levar educação e respeito para cada criança da Vila Vitória, e a maior prova disso é o apoio e a defesa incondicionais que sempre tive da comunidade, mesmo quando os interesses políticos eram contrários à minha permanência no cargo.

Foi esse sentimento de gratidão da comunidade que me fez retornar ao cargo outras 3 vezes em que fui demitida politicamente, pois as famílias esperam, acima de disputas de interesse eleitoral, a manutenção da qualidade de educação para seus filhos.

Os fatos que aconteceram recentemente são caluniosos e parte de uma grande armação para me retirar, mais uma vez, da direção da creche. Desta vez, todavia, tentaram fazer diferente: “Se ela está lá pela comunidade, vamos fazer a comunidade voltar-se contra ela”, mesmo com fatos bizarros e que beiram ao absurdo.

Agora, assim como das outras vezes, confio na justiça de Deus e sei que ELE continuará intercedendo por mim e pelo futuro das crianças por quem zelei por todos esses anos.

Agradeço às inúmeras mensagens de solidariedade e carinho que tenho recebido desde a última semana, inclusive de pessoas que não puderam se manifestar publicamente devido a questões políticas, mas que deixam claras suas indignações pela situação.

Agradeço aos pais, que nunca duvidaram do meu caráter, mesmo frente às inverdades que inventaram em relação a minha conduta como diretora.

Agradeço às minhas colegas professoras e todas as servidoras com quem tive o prazer de conviver a maior parte dos meus dias, e que me auxiliaram nessa caminhada de sucesso em nossa querida creche, onde juntas alcançamos todos os resultados que são reconhecidos por toda Laguna!

Muito obrigada a todos que me acompanharam até aqui e que continuam torcendo para que a verdade vença, mesmo que através de vias judiciais, pois se for para sair, que seja com dignidade e pela porta da frente, por onde sempre entrei e abracei a comunidade.

Crianças, a tia Glória sempre vai torcer por vocês!

Notícias relacionadas