União dos Artistas recebe instrumentos conquistados via Funarte

A Sociedade Musical União dos Artistas foi criada em 3 de maio de 1860, quando o país ainda era império, regido pelo imperador Pedro II. A banda conta com cerca de 35 músicos e 15 aprendizes, possuindo repertório eclético e muita tradição musical.
Divulgação/SMUA

Contemplada pelo edital da Fundação Nacional de Artes (Funarte) em novembro do ano passado, a Sociedade Musical União dos Artistas, mais antiga banda civil em atividade no país, recebeu novos instrumentos musicais na última quarta-feira, 21. A entrega foi divulgada só nesta terça-feira, 27.

A banda recebeu dois saxofones (um alto e um tenor), um bombardino e um trombone Vincent Bach. Na seleção da Funarte, foram avaliados quesitos como: qualificação da banda de música; clareza na exposição das necessidades; viabilidade da prática do projeto; histórico e qualificação do regente.

A Sociedade Musical União dos Artistas foi criada em 3 de maio de 1860, quando o país ainda era império, regido pelo imperador Pedro II. A banda conta com cerca de 35 músicos e 15 aprendizes, possuindo repertório eclético e muita tradição musical.

Quase 5,5 milhões

O edital de apoio realizado pela Funarte representa um investimento federal de quase R$ 5,5 milhões, através do Ministério do Turismo (MTur), para mais de cem instituições musicais do país. Cada banda podia pedir até cinco instrumentos.