Polícia Civil migra plantão de Laguna para Imbituba temporariamente

Delegado regional sustenta que a medida é temporária e frisa que a DRP vem buscando junto à administração da Polícia Civil estadual o incremento de recursos humanos para a corporação em Laguna.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 5,042 visualizações,  4 views today

A partir deste sábado, 24, a Polícia Civil de Laguna irá migrar o atendimento da Central Regional de Plantão Policial (CRPP) para o mesmo órgão em Imbituba. A medida, segundo a 18ª Delegacia Regional, é temporária e vai acontecer apenas nos horários extraordinários da corporação, isto é, das 19h às 8h, do dia seguinte.

Fazer essa migração para a CRPP de Imbituba vai ao encontro de uma necessidade operacional da corporação, que passa por um déficit de agentes necessários para garantir o funcionamento com segurança do órgão em Laguna, nos horários citados.

“Ocorre que diante do déficit de recursos humanos e sobretudo por não termos o número mínimo necessário para segurança individual e orgânica da unidade [CRPP], chegamos à conclusão de que não podemos colocar em risco estes profissionais. Este período noturno não há praticamente atendimento ao público, pois aqueles que necessitam podem se valer da Delegacia Virtual que é uma realidade e onde mais de 65% dos nossos registros se dão por essa eficaz ferramenta”, justifica o delegado regional Raphael Giordani. O registro de boletins de ocorrência pela internet, com exceção de crimes graves, vem sendo recomendado durante a pandemia do novo coronavírus – o serviço pode ser acessado aqui.

A CRPP de Laguna atende também os municípios de Pescaria Brava e Imaruí, enquanto que Imbituba fica responsável pelas ocorrências daquela cidade, de Garopaba e de Paulo Lopes. “Com essa medida, manteremos nossas equipes de investigação atuando na nossa atividade fundamental que é o esclarecimento de crimes ocorridos, para devida responsabilização da autoria”, reforça Giordani.

O delegado sustenta que a medida é temporária e frisa que a DRP vem buscando junto à administração da Polícia Civil estadual o incremento de recursos humanos para a corporação em Laguna. “Não apenas para o plantão que no nosso entender não seria o prioritário para nossas atribuições, mas especialmente para as equipes de investigação criminal de todas as unidades policiais civis”, pontua.

Notícias relacionadas

Previous
Next