Live oficializa lançamento da temporada de observação de baleias-franca

A Rota da Baleia Franca (RBF) é um destino de ecoturismo no litoral Sul, com foco em observação de baleias-franca, e é desenvolvida por empreendedores das três cidades integrantes. A intenção é fortalecer um roteiro de inverno, na baixa temporada. Além dos cetáceos, a rota une esportes de aventura, trilhas, praia, cultura, história, observação de aves e outros cetáceos, como os botos de Laguna.
Foto: Rota da Baleia Franca/Divulgação

Será lançada, na próxima terça-feira, 20, às 9h, de forma oficial, a temporada de observação de baleias-franca (E. australis) no litoral Sul catarinense, mais especialmente no trio de cidades que forma a rota natural de aparecimento da espécie: Laguna, Garopaba e Imbituba. Recentemente, um sobrevoo do programa de monitoramento da SCPar com a empresa Acquaplan, detectou 15 cetáceos nessa região.

O evento que marca o lançamento ocorrerá virtualmente, através de uma transmissão ao vivo, direto da sede do Sebrae, em Florianópolis, e poderá ser acompanhado pelo Youtube. “Com o distanciamento social, a procura por roteiros de ecoturismo, em espaços ao ar livre, em contato com a natureza, cresceu significativamente. Queremos aproveitar essa demanda espontânea e ampliar a promoção do destino com uma campanha temática até novembro, quando encerra a temporada de avistamento”, comenta a analista da Gerência Regional Sul do Sebrae-SC, Juliana Ghizzo. Também está sendo preparada uma campanha de publicidade em mídias sociais e veículos digitais, além de meios tradicionais, como outdoor.

A Rota da Baleia Franca (RBF) é um destino de ecoturismo no litoral Sul, com foco em observação de baleias-franca, e é desenvolvida por empreendedores das três cidades integrantes. A intenção é fortalecer um roteiro de inverno, na baixa temporada. Além dos cetáceos, a rota une esportes de aventura, trilhas, praia, cultura, história, observação de aves e outros cetáceos, como os botos de Laguna.

A RBF começou em 2015. É um grupo formado por guias de turismo, condutores ambientais, artesãos, proprietários de pousadas, hotéis, restaurantes, representantes de associações, instituições e do poder público, com apoio do Sebrae e prefeituras.